Programa de Gerenciamento de Riscos Incêndio – PGR

Os estudos de análise de risco são considerados como importantes ferramentas de gerenciamento, tanto sob o ponto de vista ambiental, como de segurança de processo, uma vez que esses estudos fornecem, entre outros, os seguintes resultados:
– conhecimento detalhado da instalação e de seus perigos;
– avaliação dos possíveis danos às instalações, aos trabalhadores, à população externa e ao meio ambiente;
– subsídios para a implementação de medidas para a redução e gerenciamento dos riscos existentes na instalação.

Plano de Gerenciamento de Riscos Incêndio PGR
Programa de Gerenciamento de Riscos Incêndio PGR

Considerando que o risco é uma função da frequência de ocorrência dos possíveis acidentes e dos danos (consequências) gerados por esses eventos indesejados, a redução do risco numa instalação ou atividade perigosa pode ser conseguida através da implementação de medidas, sobretudo físicas, que visem reduzir as frequências de ocorrência dos acidentes, bem como as suas respectivas consequências, anterior ao acontecimento do evento.
As ações voltadas para a redução das frequências de ocorrência de acidentes normalmente envolvem melhorias tecnológicas nas instalações ou medidas relacionadas com a confiabilidade de equipamentos. São exemplos de medidas preventivas:
– Melhoria da qualidade do sistema;
– Aumento da disponibilidade dos sistemas de segurança;
– Redução de impactos;
– Medidas de proteção da população exposta;
– Plano de ação de emergência.
Ocupação e Atividade:
– Identificar a ocupação e a atividade desenvolvida;
– Descrever brevemente o processo produtivo desenvolvido; e,
– Registrar máquinas, equipamentos, líquidos e gases inflamáveis presentes no local.
Mercadoria Armazenada:
Identificar as mercadorias existentes no local do risco e avaliar se estão adequadamente armazenadas.
Avaliação Ergonômica dos Postos de Trabalho NR 17 do Ministério do Trabalho, com treinamento.
Área de Armazenagem
Para uma armazenagem adequada, propõem-se:
Treinamento para operador de empilhadeiras e paleteiras – NR 11 e NR 12 do Ministério do Trabalho
Treinamento para produtos perigosos – NR 20 do Ministério do Trabalho.
Laudo de Insalubridade / Periculosidade – NR 15 e NR 16 do Ministério do Trabalho.
Avaliação Ergonômica dos Postos de Trabalho – NR 17
PPRA / PCMSO – NR 09 e NR 07 do Ministério do Trabalho.
Tipo de Construção
Registrar se o local do risco conta com uma área construída adequada para o desenvolvimento da atividade, avaliando os seguintes itens:
Ano da construção do imóvel
Área total construída (m2)
Materiais utilizados nas construções das Paredes externas, Colunas, Teto, Travejamento e Forros.

Sistemas de Proteção e Combate a Incêndio
Identificação dos sistemas disponíveis no local do risco.
Treinamento para brigada de incêndio –Decreto Estadual CBESP.
Licença para o Corpo de bombeiros.
Avaliação e atestado estrutural – NR 08 – MTE.
Atestado das condições da inflamabilidade do local – Decreto Estadual – CBESP.
Avaliação das Instalações Elétricas, Para-Raios e Moto Gerador –  Decreto Estadual para o Corpo de Bombeiros.
Laudo Técnico de Segurança da Edificação.
Avaliação e inspeção dos sistemas contra incêndio e sinalizações
Sistemas de Segurança Contra Roubo
Identificação dos sistemas disponíveis no local do risco.
Circuito fechado de TV (CFTV)
Alarme contra roubo
Proteção Periférica
Vigilância 24 horas
Exposições Externas
Região (Industrial, Comercial, Residencial, Urbana ou Rural)
Vizinhança (Ruas, Prédios, Terreno baldio.
Gestão de Manutenção
Gestão de manutenção adotadas no local do risco:
Manutenção Corretiva?
Manutenção Preventiva?
Manutenção Preditiva?
Visita Técnica:
Esta etapa tem o objetivo de identificar os possíveis eventos não desejados que possam levar a acidentes, possibilitando definir hipóteses acidentais que poderão produzir consequências significativas.
Portanto, devem ser empregadas técnicas específicas para a identificação dos perigos, entre as quais podemos mencionar:
Checklist
Análise Preliminar de Perigos
Análise de Modos de Falhas e Efeitos
Estudos de Perigos e Operabilidade

Validade: Anual exceto que haja evento que indique a necessidade de atualização.