Curso Guindaste Hidráulico NR-11,o que é o curso de guindaste hidráulico NR-11, pra que serve o curso de guindaste hidráulico NR-11 , aonde fazer o curso de guindaste hidráulico NR-11, como fazer o curso de guindaste hidráulico NR-11, porque fazer o curso de guindaste hidráulico NR-11, quando fazer o curso de guindaste hidráulico NR-11, quanto é o curso de guindaste hidráulico NR-11,

Escolha Seu Plano

100% Presencial

16 Horas - Com Experiência

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Semipresencial/Reciclagem

08hs EAD / 08hs Presenciais

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Preços Especiais

para Empresas/Turmas

Consulte

Conteúdo Programático

Curso Guindaste Hidráulico NR-11
Normas de segurança Especificações técnicas:
Capacidades, Identificação geral de componentes e suas funções:
Tanque Hidráulico e Coluna giratória;
Lança externa ,Descanso e extensão da lança;
Cilindro hidráulico de elevação e giro;
Lança interna I, II e  Lança jib;
Sapatas traseiras, dianteira, direita e esquerda;
Tanque e sistema  hidráulico;
Instrumentos, controles de componentes:
Identificação geral de componentes e suas funções;
Assento do operador; Dispositivos de segurança operacional:
Trava de segurança nos ganchos;
Válvulas de contrabalanço no acionamento do guincho;
Válvulas de segurança e retenção nas linhas de fluxo;
Curso Guindaste Hidráulico NR 11:
Sistema de controle de carga; Operando o guindaste;
Lubrificação e graxa: Lubrificação das lanças;
Lubrificação dos cabos de aço;
Acionando o sistema hidráulico através da tomada de força;
Patolamento do guindaste:
Curso Guindaste Hidráulico NR-11:
Manutenção e conservação do guindaste;
Lubrificação e graxa; Cabos de aço; Inspeção dos cabos;
Arames gastos por abrasão;
Oxidação,  Redução, Corrosão eletroquímica:
Classificação das Corrosões;
Acessórios de movimentação de carga – Norma N-2170;
Definições; Condições gerais de inspeção;
Inspeção de Manilhas, Gancho, Lingas e Acessórios;
Critérios para substituição da linga em função da quantidade de arames partidos;
Inspeção do Olhal;
Inspeção e montagem  de soquete aberto ou fechado/ cunha;
Inspeção e montagem de soquetes cunha;
Inspeção de Lingas de Correntes;
Inspeção de Anéis de Carga;
Inspeção de Moitões, Cadernais, Pendente e Roldanas;
Curso Guindaste Hidráulico NR-11:
Número de arames rompidos;
Manutenção do guincho hidráulico;
Verificação do nível de óleo;
Sistema hidráulico:
Tabela de óleos hidráulicos recomendados;
Manutenção do Filtro de Sucção do Sistema Hidráulico e Filtro de Retorno do Sistema Hidráulico;
Definição da medida de Mastro, Braços e Lanças:
Dimensionamento/Especificação do Braço;
Cilindros responsáveis pelos movimentos do braço e lanças;
Cilindro A, Cilindro B, Cilindro de Rotação (Cremalheira); Cilindros Estabilizadores (sapatas);
Velocidade de extensão e  elevação;
Extremidade da lança;
Curso Guindaste Hidráulico NR-11:
Guincho:
Acionamento através de motor hidráulico de engrenagens;
Movimentação para cima e para baixo.
Força de tração; Velocidade do cabo; Bloco do gancho principal; Secundário; Giro:
Acionado hidraulicamente através de dois cilindros, com dupla ação.
Dimensionamento/Especificações: Sistema de Giro:
Adequação nos componentes críticos;
Processos e limitações; Simulação com cargas:
Tipos de guindauto:
Com lança fixa com extensão manual; Com lança telescópica; Sistemas de guindauto
Exercícios práticos com Guindaste Hidráulico
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de posto de trabalho (levantamento de peso, postura, );
Riscos ergonômicos;

 

Complementos
Prevenção de acidentes;
Procedimentos e noções de primeiros socorros;
Exercícios práticos;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Fator medo;
Consequências da Habituação do risco;
A importância do conhecimento da tarefa;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de posto de trabalho;
Riscos ergonômicos;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação;

Referências Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR-06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;

NR-11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais;
NR-12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;
NR-17 – Ergonomia;
NR 35 – Trabalho em altura;
NBR 14768: Guindastes – Guindaste articulado hidráulico – Esta Norma especifica os requisitos mínimos para o projeto, cálculo, inspeções e ensaios de guin­dastes articulados hidráulicos, bem como a respectiva instalação sobre veículos ou bases fixas.
NBR 16463-2: Guindastes especifica os requisitos para identificação, sinalizações, advertências, sinais e avisos para os guindastes, a fim de prevenir ou minimizar os riscos ou situações perigosas associadas ao uso do guindaste.

Atenção:
EAD Ensino a Distância, Presencial e Semipresencial

Base Legal – Norma Técnica 54 Ministério do Trabalho
RESPONSABILIDADES – Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implementação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação. É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EaD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica. Veja na íntegra Nota Técnica 54 do Ministério do Trabalho MT Clique Aqui

Carga Horária

Curso Guindaste Hidráulico NR-11

Participantes sem experiência:
Carga horária mínima = 40 horas/aula

Participantes com experiência:
Carga horária mínima = 16 horas/aula

Atualização (Reciclagem):
Carga horária mínima = 08 horas/aula

Atualização (Reciclagem):É recomendável anualmente: ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Certificado:Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Critérios dos Certificados da Capacitação ou Atualização:
Nossos certificados são numerados e emitidos de acordo com as Normas Regulamentadoras e dispositivos aplicáveis:
Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica);
Nome completo do funcionário e documento de identidade,;
Conteúdo programático;
Carga horária;Cidade, local e data de realização do treinamento;
Nome, identificação, assinatura e qualificação do(s) instrutor(es);
Nome, identificação e assinatura do responsável técnico pela capacitação;
Nome e qualificação do nosso Profissional Habilitado;
Especificação do tipo de trabalho e relação dos tipos de espaços confinados;
Espaço para assinatura do treinando;
Informação no Certificado que os participantes receberam DVD contendo material didático (Apostila, Vídeos, Normas etc.) apresentado no treinamento.
Evidencias do Treinamento: Vídeo editado, fotos, documentações digitalizadas, melhoria contínua, parecer do instrutor: Consultar valores.

Atenção:
NR-12.1.16 Os equipamentos de guindar que receberem cestos acoplados para elevação de pessoas devem ser submetidos a ensaios e inspeções periódicas de forma a garantir seu bom funcionamento e sua integridade estrutural.
12.1.16.1 Devem ser realizados ensaios que comprovem a integridade estrutural, tais como ultrassom e/ou emissão acústica, conforme norma ABNT NBR 14768:2015.
12.3.17 É proibida a movimentação de cargas suspensas no gancho do equipamento de guindar simultaneamente à movimentação de pessoas dentro do cesto acoplado.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Rescue Cursos

Nossos Cursos são completos e dinâmicos

Reproduzir vídeo

Saiba mais sobre o Curso Guindaste Hidráulico NR-11:
O Guindaste Hidráulico utilizado para o deslocamento e içamento de peças que por seu formato não podem ser colocadas em empilhadeiras. Outra situação comum onde se aplica o uso do guindaste é quando existe algum obstáculo físico para a remoção de uma peça, tal como uma parede ou outro equipamento. Inclusivamente, ele apresenta um ganho logístico para locais com problemas de aspecto espacial, pois, estando acoplado ao caminhão, dispensa o espaço que seria ocupado por uma empilhadeira ou outra máquina de içamento. Sua lança é articulada há manobrabilidade capaz de carregar sozinho um caminhão desde que a carga esteja ao seu alcance, além disso, em locais que não possuem suporte maquinário para a descarga de caminhões o guindaste hidráulico é uma ótima solução.
Curso Guindaste Hidráulico NR-11:
Descrição de um sistema de guindauto:
Um guindauto é basicamente constituído de braço e lança, articulados, sapatas estabilizadoras e sistema hidráulico. Contém, ainda, bomba hidráulica e acessória opcional, dentro das necessidades de cada operação (tais como caçamba isolada, lança suplementar metálica, saca-postos e garra pantográfica para movimentação de postes).
De forma esquemática é constituído por: Sistema hidráulico; Sistema de apoio; Sistema de movimentação de carga; Controles; Princípio de Equilíbrio; Área de alcance; Características Construtivas: Horímetro; Tomada de força; Bomba Hidráulica; Comando de Equipamentos;
Estruturas;
O “patolamento” consiste em estender os braços das sapatas e abaixar as sapatas ao solo, observando rigorosamente o procedimento abaixo. Isto porque, o correto patolamento é condição fundamental para uma operação segura. Além disso, este procedimento é necessário para qualquer tipo de operação efetuada com o guindaste.
Corrosão:
É a deterioração de materiais metálicos ou não metálicos, ocasionada por ação química ou eletroquímica do meio ao qual está exposto, podendo estar associada a esforços mecânicos. Os materiais metálicos e não metálicos estão sujeitos à corrosão, porém é mais comum ocorrer em materiais metálicos.

Importante:
Quando se tratar de Máquinas e Equipamentos de Elevação é obrigatório, imediatamente antes da movimentação, a realização de:
01 – Elaboração da Análise Preliminar e Risco -APR
02 – Permissão de Trabalho (PT)
03 – Checar EPIs e EPCs
04 – Verificar o Manual de Instrução do Equipamento;
04 – Verificar o Laudo de Inspeção Técnica do Equipamento e dos Pontos de Ancoragem com ART
05 –  Manter Equipe de Resgate equipada;
06 – Reunião de segurança sobre a operação com os envolvidos, contemplando as atividades que serão desenvolvidas, o  processo de trabalho, os riscos e as medidas de proteção, conforme análise de risco, consignado num documento a ser arquivado contendo o nome legível e assinatura dos participantes;
a) Inspeção visual;
b) Checagem do funcionamento do rádio;
c) Confirmação de que os sinais são conhecidos de todos os envolvidos na operação.
07- A reunião de segurança deve instruir toda a equipe de trabalho, dentre outros envolvidos na operação, no mínimo, sobre os seguintes perigos:
a) Impacto com estruturas externas;
b) Movimento inesperado;
c) Queda de altura;
i) Outros específicos associados com o içamento.
08 – A equipe de trabalho é formada pelo(s) ocupante(s) do cesto, operador do equipamento, sinaleiro designado e supervisor da operação.
09 – A equipe de Resgate equipada deve permanecer a tempo de resposta dentro dos padrões  de  zero a 10 minutos.

Curso Guindaste Hidráulico NR-11:  Consulte-nos.

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos