Elaboração de FISPQ

      Comentários desativados em Elaboração de FISPQ

Elaboração de FISPQ

É através da FISPQ que o fabricante pode fornecer informações essenciais sobre os perigos do produto, incluindo informações sobre transporte, manuseio, armazenagem e ações de emergência. Este documento deve estar disponível para trabalhadores, empregadores, equipe de emergência, profissionais da saúde e segurança, agências governamentais, membros da comunidade, instituições, serviços e outras partes envolvidas com o produto.

O que é FISPQ: A ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ) é um documento normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Neste documento documento podemos obter informações sobre o produto químico, sendo este uma substância ou uma mistura, e informações sobre as recomendações de medidas de proteção necessárias e ações em situações de emergência.

Elaboração de FISPQ

Elaboração de FISPQ

Escopo do serviço: Elaboração de FISPQ
Classificação de perigo do produto;
Elementos apropriados da rotulagem;
Composição e informações sobre os ingredientes;
Medidas de primeiros socorros;
Medidas de combate a incêndio;
Medidas de controle para derramamento ou vazamento;
Manuseio e armazenamento;
Controle de exposição;
EPIs e EPCs;
Propriedades químicas;
Estabilidade e reatividade;
Informações toxicológicas;
Informações ecológicas;
Informações sobre transporte;
Regulamentações.

Saiba mais sobre Elaboração de FISPQ:
ABNT NBR 14725-4
Produtos químicos – meio ambiente

Parte 4: Ficha de informações de segurança de
produtos químicos (FISPQ)
Introdução
A ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ) fornece informações sobre vários aspectos de produtos químicos (substâncias ou misturas) quanto à proteção, à segurança, à saúde e ao meio ambiente. A FISPQ fornece, para esses aspectos, conhecimentos básicos sobre os produtos químicos, recomendações sobre medidas de proteção e ações em situação de emergência. Em alguns países, essa ficha é chamada safety data sheet (SDS). Ao longo desta parte da ABNT NBR 14725, o termo FISPQ será utilizado. A FISPQ também é
conhecida como Ficha de/com Dados de Segurança (FDS).
A FISPQ é um meio de o fornecedor transferir informações essenciais sobre os perigos de um produto químico (incluindo informações sobre o transporte, manuseio, armazenagem e ações de emergência) ao usuário deste, possibilitando a ele tomar as medidas necessárias relativas à segurança, saúde e meio ambiente. A FISPQ também pode ser usada para transferir essas informações para trabalhadores, empregadores, profissionais da saúde e segurança, pessoal de emergência, agências governamentais, assim como membros da comunidade, instituições, serviços e outras partes envolvidas com o produto químico.
Esta parte da ABNT NBR 14725 estabelece condições para criar consistência no fornecimento de informações sobre questões de segurança, saúde e meio ambiente, relacionadas ao produto químico. Para estabelecer uniformidade, certos requisitos foram definidos sobre a forma de como as informações relativas ao produto devem ser apresentadas (por exemplo, a terminologia, a numeração e a seqüência das seções).
Esta parte da ABNT NBR 14725 permite flexibilidade para adaptar diferentes sistemas de edição e transmissão de texto. As obrigações do usuário de uma FISPQ estão além da abrangência desta parte da ABNT NBR 14725. Algumas delas estão incluídas, no entanto, para que seja feita uma diferença clara entre as obrigações do fornecedor da FISPQ e aquelas do usuário da FISPQ.
A ABNT NBR 14725 constitui parte do esforço para a aplicação do Sistema Globalmente Harmonizado (GHS) de informação de segurança de produtos químicos perigosos.
O Decreto 2657, de 03 de julho de 1998, que promulgou a Convenção 170 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), estabelece algumas responsabilidades de implementação da ABNT NBR 14725.
A elaboração da ABNT NBR 14725 foi embasada pelas seguintes premissas básicas do Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals (GHS): 
– A necessidade de fornecer informações sobre produtos químicos perigosos relativas à segurança, à saúde e ao meio ambiente;
– O direito do público-alvo de conhecer e de identificar os produtos químicos perigosos que utilizam e os perigos que eles oferecem;
– A utilização de um sistema simples de identificação, de fácil entendimento e aplicação, nos diferentes locais onde os produtos químicos perigosos são utilizados;
– A necessidade de compatibilização deste sistema com o critério de classificação para todos os perigos previstos pelo GHS;
– A necessidade de facilitar acordos internacionais e de proteger o segredo industrial e as informações confidenciais;
– A capacitação e o treinamento dos trabalhadores; e  a educação e a conscientização dos consumidores.
 
Elaboração de FISPQ: Consulte-nos.