Relatório Técnico SPDA

Relatório Técnico – SPDA

Nome Técnico: Elaboração de Relatório Técnico do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA)

Referência: 37784

Relatório Técnico SPDA
O Relatório Técnico do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) tem por objetivo estabelecer a obrigatoriedade das empresas de se adequarem e municiarem de um Laudo Técnico que ateste a conformidade das suas instalações elétricas com as normas de segurança.
Esta norma dispõe as diretrizes básicas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, destinados a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços em eletricidade.
Seu objetivo é fixar os requisitos e condições mínimas necessárias ao processo de transformação das condições de trabalho com energia elétrica, para que se tornem mais seguras e salubres.
A falta de manutenção preventiva e predial , principalmente nas instalações mais antigas, pode levar ao colapso de sistemas vitais e ao desempenho das atividades institucionais desenvolvidas , sendo necessário estudo detalhado dos sistemas, através de laudos técnicos.

O que é SPDA ?

SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas), mais conhecido popularmente como Para-raios, são sistemas de proteção de prédios, tanques, antenas, instalações industriais e pessoas contra descargas atmosféricas. O objetivo de se usar o SPDA é dissipar para terra, ou o lugar mais seguro possível, essa corrente elétrica gravemente perigosa e prejudicial à integridade de alguma instalação. O SPDA anula, ou ao menos minimiza seus impactos.

Escopo do Serviço

Relatório Técnico SPDA

Levantamento de Dados;
Depuração da documentação;
Estudo Preliminar;
Análise de conformidade com normas regulamentadoras vigentes;
Conformidade da instalação com a documentação de projeto;
Condição das equipotencializações;
Análise do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA);
Perdas de conexões e interrupções dos condutores de SPDA;
Integridade das conexões visíveis do aterramento;
Análise do Sistema de Aterramento Elétrico;
Verificação do subsistema de captores;
Verificação do subsistema de condutores de descida;
Verificação das fixações e conexões do SPDA;
Verificação da existência de tensões e/ou correntes de fuga, ruído elétrico ou qualquer anomalia elétrica nos condutores de SPDA;
Verificação dos materiais e das dimensões instaladas;
Verificação da proximidade do Sistema de Proteção em relação às outras instalações;
Verificação dos barramentos de equipotencialização;
Verificação de continuidade elétrica entre os condutores de descida;
Elaboração de relatório crítico sobre as condições dos componentes;
Verificação da necessidade do SPDA (externo e interno);
Emissão do Laudo;

É vedada a utilização de multímetro na função de ohmímetro.

Referências Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR-10 – Segurança em instalações e serviços em eletricidade;
NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão;
NBR 5419-3:2015 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas – Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos a Vida;
NBR 14039 – Instalações elétricas de media tensão de 1,0kV a 36,2kV;
NBR 5418 – Instalações elétricas em atmosferas explosivas;
NBR 13534 – Instalações elétricas em estabelecimentos assistenciais de saúde – requisitos para segurança;
NBR 13570 – Instalações elétricas em locais de afluência de público – requisitos específicos;
NBR 14639 – Posto de serviço – instalações elétricas.

Relatório Técnico - SPDA

Validade das Inspeções: ANUAL
A Norma ABNT NBR 5419-3 determina a periodicidade de 01 (um) ano para realização de inspeções do SPDA quando o estabelecimento é considerado fornecedor de serviços essenciais. Frise-se que estas inspeções incluem a realização de medições para as quais este Instituto não possui instrumental.
Neste sentido, o serviço objeto desta contratação faz-se importante para cumprimento de requisitos normativos e reestabelecimento da efetividade do SPDA, considerando ainda o caráter essencial dos serviços prestados.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba Mais: Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA)

A NR1O estabelece a obrigatoriedade das empresas se municiarem de um Laudo Técnico que ateste a conformidade das suas instalações elétricas com as normas de segurança.
Esta norma dispõe as diretrizes básicas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, destinados a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços em eletricidade.
Seu objetivo é fixar os requisitos e condições mínimas necessárias ao processo de transformação das condições de trabalho com energia elétrica, para que se tornem mais seguras e salubres.
Nas instalações, são utilizados vários sistemas, equipamentos e instalações prediais que apresentam elevada complexidade e que exigem conhecimentos técnicos especializados manutenção e predial em engenharia a garantir o perfeito funcionamento.
Entre estes sistemas, as instalações elétricas prediais entre outras no mesmo nível de complexidade, as quais devem ser inspecionadas garantindo segurança e conforto aos usuários, atendendo o padrão operacional.
O Laudo das Instalações Elétricas é parte do Relatório Técnico das inspeções, realizada nas instalações elétricas com a finalidade de verificar a conformidade com as Normas Técnicas aplicáveis.
O Relatório abrange os aspectos técnicos das instalações elétricas:, projetos, medições e inspeção nos quadros ensaios e circuitos elétricos, dimensionamentos, etc.
O Laudo de inspeção do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas – SPDA é o documento técnico das inspeções e medições realizadas no SPDA e no Sistema de Aterramento Elétrico da Contratante com a finalidade de verificar a conformidade com a Norma Técnica Brasileira ABNT NRB 5419 e NR-10.
As inspeções e ensaios para emissão deste laudo devem ser executadas segundo os objetivos, métodos e periodicidade prescritos na norma para proteção das estruturas contra descargas atmosféricas (ABNT NBR 5419).
Para as instalações elétricas, a NR-10 limita-se a estabelecer princípios gerais de segurança ou complementares as normas técnicas vigentes, deixando para elas as suas prescrições especificas. Assim, as instalações elétricas devem, obrigatoriamente, atender as normas técnicas brasileiras aplicáveis.
Nas situações em que as normas técnicas brasileiras forem ausentes, omissas ou insuficientes, devem ser observadas as normas internacionais cabíveis.

SPDA: Consulte-nos.

Relatório Técnico - SPDA

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos