Escolha Seu Plano

100% Presencial

16 Horas

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

10x R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Semipresencial/Reciclagem

08 hs EAD / 08 hs Presenciais

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

02x R$ 
1.250,00

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

EAD (Ensino a Distância)

16 Horas

Totalmente Online

Imperdível!

02x R$ 
757,00

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Preços Especiais

para Empresas/Turmas

Consulte

Conteúdo Programático

Curso Como Elaborar Projeto de Linha de Vida (Linha de Ancoragem)

Curso Como Elaborar Projeto e LInha de Ancoragem (Linha de Vida)
Curso Como Elaborar Projeto de Linha de Vida

Interpretação e aplicação fundamentada no Escopo solicitado pelo cliente;
Interpretação e Aplicação de Normas vigentes comentando suas recomendações e requisitos:
OSHA E ASSE (American Society of Safety Engineers);
NR 15, NR 18, NR 35, NR 10;
EN 795;
NBR 8800;
NBR 16325-2;
Fatores a considerar em projeto:
Carga dinâmica máxima no corpo 8 KN;
Estudo do espaço abaixo, situações de risco de choques com equipamentos ou anteparos, efeito pêndulo;
Determinação de quantas pessoas deverão utilizar o cabo simultaneamente;
Conscientização da importância do Manual de Instrução dos Equipamentos e Acessórios;
Cálculos de linha de ancoragem;
Dimensionamento do cabo de aço;
A.P.R – Análise Preliminar de Riscos;
Determinação das forças nos pontos de ancoragem (reações);
Verificação da resistência do ponto de ancoragem;
Dimensionamento completo de uma linha de ancoragem;

Complementos:
Exercícios práticos;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Fator medo;
Consequências da Habituação do risco;
A importância do conhecimento da tarefa;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de posto de trabalho;
Riscos ergonômicos;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação;

Referências Normativas:
ABNT NBR 16325-2 – Proteção Contra Quedas de Altura (Parte 2: Dispositivos de Ancoragem Tipo C);

Atenção:
EAD Ensino a Distância, Presencial e Semipresencial
Base Legal – Norma Técnica 54 Ministério do Trabalho
RESPONSABILIDADES – Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implementação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação. É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EAD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica.veja na íntegra Nota Técnica 54 do Ministério do Trabalho MT Clique Aqui 

Carga Horária

Participantes sem experiência:
Carga horária mínima = 40 horas/aula

Participantes com experiência:
Carga horária mínima = 16 horas/aula

Atualização (Reciclagem):
Carga horária mínima = 08 horas/aula

Renovação (Reciclagem): É recomendável anualmente ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Certificado: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Observações gerais:
Treinamento para Engenheiros, técnicos, Supervisores, encarregados:  Devem ter noção de trigonometria e noção de uso com calculadora cientifica – com ênfase em Linha de Ancoragem.

Critério de avaliação:
Teoria: prova escrita com questões abertas e fechadas.
Prática: prova operacional com cumprimento de requisitos avaliativos. 

Pré-requisitos: Profissional com experiência na atividade de movimentação de cargas;
Ensino médio completo;
Habilidades em matemática, principalmente geometria e trigonometria;
Conhecimento em AutoCad 2D e 3D (caso aplicável para quem for desenvolver em AutoCad)

Recursos necessários:
Auditório ou espaço próprio para treinamento (e número de participantes), com projetor multimídia eletrônico (data-show com entrada HDMI) e quadro branco.
Alunos devem levar: Lápis, borracha, régua, caneta azul e vermelha, caderno, Calculadora que extraia raiz quadrada, seno, cosseno, tangente. Computador com o software AutoCad versão 2008 a 2013 (caso aplicável/não obrigatório).

Curso Como Elaborar Projeto de Linha de Vida (Linha de Ancoragem): Consulte-nos.

Rescue Cursos

Nossos Cursos são completos e dinâmicos

Reproduzir vídeo

Curso Como Elaborar Projeto de Linha de Vida (Linha de Ancoragem)

NR 35 – Trabalhos em Altura

35.5.2 O sistema de proteção contra quedas deve:
a) ……….
b) ……….
c) ser selecionado por profissional qualificado em segurança do trabalho

35.5.3.1 O SPCQ (Sistema de Proteção Contra Quedas) deve ser projetado por profissional legalmente habilitado.

35.5.4 Quanto aos pontos de ancoragem, devem ser tomadas as seguintes providências:

a) ser selecionados por profissional legalmente habilitado
b) ……….
c) ……….
profissional habilitado deve preencher as formalidades de registro nos respectivos conselhos regionais de fiscalização do exercício profissional, CREA/CONFEA.
É o conselho profissional quem estabelece as atribuições e responsabilidades de cada qualificação em função doscursos, cargas horárias e matérias ministradas.
São os conselhos profissionais que habilitam os profissionais com superior, neste caso engenheiros.
A regularidade do registro junto ao conselho competente é que resulta na habilitação.
O engenheiro responsável deve garantir que os pontos de ancoragem devem ser cuidadosamente selecionados, de forma a suportar os esforços decorrentes das cargas aplicadas.
Além da habilitação, este profissional deve ter experiência e competência para estas atividades.
ANEXO II DA NR 35
2.2 A ancoragem estrutural e os elementos de fixação devem:
a) ser projetados e construídos sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado; 

2.3 O dispositivo de ancoragem deve atender a um dos seguintes requisitos:
a) ser certificado;
b) ser fabricado em conformidade com as normas técnicas nacionais vigentes sob responsabilidade do profissional legalmente habilitado;
c) ser projetado por profissional legalmente habilitado, tendo como referência as normas técnicas nacionais vigentes, como parte integrante de um sistema completo de proteção individual contra quedas. 

3.2 O sistema de ancoragem temporário deve:
a) ……….
b) ter os pontos de fixação definidos sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado. 

3.3 O sistema de ancoragem permanente deve possuir projeto e a instalação deve estar sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado. 

4. Projetos e especificações
4.1 O projeto, quando aplicável, e as especificações técnicas do sistema de ancoragem devem:
a) estar sob responsabilidade de um profissional legalmente habilitado;

5.1.1 O procedimento operacional de montagem deve:
a) ……….
b) ser elaborado por profissional qualificado em segurança do trabalho, considerando os requisitos do projeto, quando aplicável, e as instruções dos fabricantes.

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos