Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12

      Nenhum comentário em Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12

Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12

Conteúdo Programático: Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12
Componentes básicos de uma motosserra;
Perfil do operador de motosserra;
Regras de segurança na operação de motosserra;
Equipamento de proteção individual;

Treinamento Motosserra Manutenção

Treinamento Motosserra Manutenção

Lubrificação de motores 2 tempos;
Abastecimento da motosserra;
Modelos de motosserras e classificação;
Montagem do conjunto de corte;
Lubrificação e amaciamento da corrente;
Afiação e troca da corrente, sabre e pinhão;
Profundidade de corte;
Como colocar a motosserra em funcionamento;
Como fazer o corte e derrubada de árvores, com fisga, com alavanca, derrubada com cunhas;
Derrubada de árvore inclinada na direção contrária da queda, árvore inclinada na direção de queda desejada,  árvore com tronco de diâmetro duas vezes maior que o sabre;
Desgalhamento, traçamento, manutenção;
Aspectos ergonômicos necessários durante a operação do motosserra e demais equipamentos utilizados no corte de árvores em risco de queda;
Prevenção de acidentes e Primeiros Socorros;
Checklist  da Motosserra  e APR;
Bases Normativas: NR 12, NR 18

Carga Horária:  Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12
Capacitação:  Carga horária Mínima 24 horas/aula
Atualização (Reciclagem)   – Carga horária  mínima = 08 horas/aula

CERTIFICAÇÃO: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o  aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem):  É recomendável  Periodicidade  ANUAL se não ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Saiba mais sobre o  Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12
Mantenha-se a salvo durante a operação de corte. Antes de iniciar:

•Calcule onde cairá o objeto a ser cortado;
•Verifique se não há risco da motosserra ser lançada pelo movimento do material cortado;
•Situe-se sempre em posição segura contra qualquer risco de acidente.
Nunca utilize a motosserra em altura acima a dos ombros. No máximo até a altura do peito. Nunca corte se estiver sobre a árvore.
Não permita que outras pessoas se aproximem ou tentem recolher a madeira cortada enquanto ainda se estiver em operação de corte.
Qualquer uma das seguintes condições aumentam a possibilidade de rebote e aumenta o risco da corrente escapar da barra:
1. Ângulos de afiação incorretos
2. Cortadores sem corte (“cegos”)
3. Alteração das condições anti-rebote
4. Guia de profundidade rebaixada excessivamente
5. Não arredondar a guia de profundidade depois de rebaixá-la
6. Corrente frouxa
7. Rebitagem incorreta dos elos de união e cortadores
8. Componentes propensos a se romper.
Desligue a motosserra e espere 15 minutos.
NOTA: Não se deve tensionar a corrente quando a mesma estiver quente. Em alta temperatura, o metal da corrente se encontra em dilatação e ao esfriar-se, se contrai, ou seja, uma corrente tensionada ainda quente, se apresentará muito apertada quando fria, o que forçará o usuário a realizar novo tensionamento.
Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12

Afrouxe os parafusos ou porcas de fixação da barra, situados na lateral da motosserra
Levante a ponta da barra e ajuste o tensionamento da corrente Tensionando a corrente em uma barra com ponta pinhão A corrente deve estar mais tensionada do que em uma barra de ponta dura.
Gire o parafuso tensionador até a base dos elos de união e dos cortadores tocarem os trilhos da canaleta da barra de forma mais justa, de maneira que se torne mais difícil sacarmos a corrente da barra com as mãos, se compararmos ao tensionamento na barra de ponta dura.
Em qualquer tipo de barra, ponta dura ou pinhão, levante a ponta da barra antes de fazer o aperto final das porcas de fixação. Aperte primeiro a porca traseira e por último a outra, que está mais próxima da barra.
Teste o deslizamento da corrente sobre a barra com as mãos, simulando o movimento da mesma desde o motor até a ponta da barra.
A corrente deve correr justa, porém livremente, na canaleta da barra, sem afrouxar-se.
Curso de Motosserra Manutenção e Operação NR 12

NOTA: Tanto na barra de ponta dura, como na barra de ponta pinhão, pode-se verificar o tensionamento puxando a corrente para baixo com as mãos, fazendo com que a mesma saia um pouco da canaleta da barra. Ao soltá-la, a corrente deve voltar à sua posição original rapidamente
e com força, sem formar “barriga” e mantendo um sólido contacto com a parte inferior da barra. Lembre-se que na barra de ponta pinhão a corrente pode ficar mais apertada, porém am qualquer tipo de barra, a corrente deve correr livremente se a arrastarmos com as mãos.
Verifique sempre o tensionamento da corrente durante o trabalho, especialmente durante a primeira meia-hora de uso da corrente. Se a corrente afrouxar, desligue a motosserra, aguarde o conjunto de
corte esfriar (15 minutos) e realize o ajuste.
(Fonte Manual de Manutenção e Segurança Oregon)

Deixe uma resposta