Laudo de Iluminância

Laudo de Iluminância

Nome Técnico: Laudo de Iluminância em conformidade com NBR 5461 – Com ART

Cód: 798

O Laudo de Iluminância tem por objetivo atender a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego no que diz respeito à Ergonômia, conforme o item NR-17.5.3.3 da Portaria n° 3.751 como segue:
“Os níveis de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho são os valores de iluminâncias estabelecidas na NBR 5461, norma brasileira registrada no INMETRO”.

Qual a Diferença entre Iluminância e Luminância?
A iluminância é o termo que descreve a medição da quantidade de luz que cai (iluminando e espalhando) sobre uma determinada área de superfície.
A iluminância também se correlaciona com a forma como os seres humanos percebem o brilho de uma área iluminada. Como resultado, a maioria das pessoas usam os termos de iluminância e brilho indistintamente – o que leva à confusão, uma vez que brilho também pode ser usado para descrever luminância. Para esclarecer a diferença; a iluminância refere-se a um tipo específico de medição de luz, enquanto que o brilho se refere às percepções visuais e sensações fisiológicas de luz. Brilho não é um termo usado para fins quantitativos.
A unidade do SI para iluminância é o lux (lx). Nos EUA as pessoas às vezes usam o termo não SI, foot-candle ao fazer referência a iluminância. O termo “foot-candle” significa “a iluminância de uma candela sobre uma superfície a um pé de distância”. Um foot-candle é equivalente a um lúmen por pé quadrado que é de aproximadamente 10.764 lux.

Escopo do Serviço:

Laudo de Iluminância

Levantamentos de campo;
Tratamento de dados;
Elaboração do laudo técnico;
Apresentação de recomendações e sugestões, quando for o caso;

Levantamento de Campo:
Nesta etapa será efetuada a mensuração das intensidades dos Níveis de iluminamento com aparelho denominado LUXÍMETRO, considerando-se os mobiliários, a incidência ou não de luz e disposição das luminárias.
Para a realização destes trabalhos será utilizada moderna aparelhagem, dotada dos recursos exigidos pela legislação vigente.
Os equipamentos a serem utilizados são calibrados e aferidos.

Tratamento de dados:
Os dados obtidos em campo receberão os devidos tratamentos, conforme previsto na norma NBR 5461 da ABNT e legislação aplicável.
Após interpretados, estes dados serão analisados e comparados com os parâmetros estabelecidos pela normativa brasileira sobre o assunto.

Elaboração do Laudo Técnico:
Elaboração do laudo de índice de iluminamento de forma quantitativa, em conformidade ao disposto a NBR 5461 da ABNT e a NR-17 do Ministério do Trabalho.
Neste documento constarão as leituras dos levantamentos de campo com a aplicação dos níveis de correção indicados, sendo que estes resultados e demais dados obtidos serão comparados com aqueles estabelecidos pela normativa aplicável.
Caso sejam detectadas não conformidades, apresentaremos recomendações para sua correção.

Referencias Normativas aos dispositivos aplicáveis:
NR-17 – Ergonomia;

ABNT NBR 5461 – Iluminação;
Norma NHO 11 – Avaliação dos Níveis de Iluminamento em Ambientes de Trabalho Internos.

Validade do Laudo: É recomendável renovação anual ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização do Laudo.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba Mais: Laudo de Iluminância:

NR-17 Ergonomia:
17.5.3. Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.
17.5.3.1. A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa.
17.5.3.2. A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.
17.5.3.3. Os níveis mínimos de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho são os valores de iluminâncias estabelecidos na NBR 5413, norma brasileira registrada no INMETRO.
17.5.3.4. A medição dos níveis de iluminamento previstos no subitem 17.5.3.3 deve ser feita no campo de trabalho onde se realiza a tarefa visual, utilizando-se de luxímetro com fotocélula corrigida para a sensibilidade do olho humano e em função do ângulo de incidência.
17.5.3.5. Quando não puder ser definido o campo de trabalho previsto no subitem 17.5.3.4, este será um plano horizontal a 0,75m (setenta e cinco centímetros) do piso.
Este laudo é fundamentado na NBR 5461 – Iluminação;
Esta Norma define termos relacionados com radiações, grandezas, unidades, visão, reprodução das cores, colorimetria, emissão, propriedades ópticas dos materiais, medições radiométricas, fotométricas, colorimétricas, detectores físicos, efeitos actínicos da radiação óptica, fontes de luz, componentes de lâmpadas e dispositivos auxiliares, luminotécnica, iluminação diurna, luminárias e seus componentes, sinalização visual e suas aplicações.

O Laudo de Iluminância determina a condição de iluminação necessária a um ambiente salubre de trabalho.
Visa estabelecer a intensidade e distribuição da luz no ambiente de trabalho e adequá-la aos mesmos levando em consideração a arquitetura do local.
Uma iluminação inadequada pode levar à baixa produtividade e ao cansaço visual dos trabalhadores; implica no aumento dos acidentes, maior desperdício de material, deficiência na qualidade do produto final e fadiga visual.
Diferença entre Iluminância e Luminância:
A iluminância é o termo que descreve a medição da quantidade de luz que cai (iluminando e espalhando) sobre uma determinada área de superfície.
A iluminância também se correlaciona com a forma como os seres humanos percebem o brilho de uma área iluminada. Como resultado, a maioria das pessoas usam os termos de iluminância e brilho indistintamente – o que leva à confusão, uma vez que brilho também pode ser usado para descrever luminância. Para esclarecer a diferença; a iluminância refere-se a um tipo específico de medição de luz, enquanto que o brilho se refere às percepções visuais e sensações fisiológicas de luz. Brilho não é um termo usado para fins quantitativos.
A unidade do SI para iluminância é o lux (lx). Nos EUA as pessoas às vezes usam o termo não SI, foot-candle ao fazer referência a iluminância. O termo “foot-candle” significa “a iluminância de uma candela sobre uma superfície a um pé de distância”. Um foot-candle é equivalente a um lúmen por pé quadrado que é de aproximadamente 10.764 lux.
(Fonte:.konicaminolta).

Saiba Mais: Laudo de Iluminância: Consulte-nos.

O Que É O Laudo de Iluminância, Pra Que Serve O Laudo de Iluminância, Aonde Fazer O Laudo de Iluminância, Como Fazer O Laudo de Iluminância, Porque Fazer O Laudo de Iluminância, Quando Fazer O Laudo de Iluminância, Quanto É O Laudo de Iluminância, Treinamento de Iluminância, Certificado Laudo de Iluminância, Apostila Laudo de Iluminância, Objetivo Laudo de Iluminância,

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos