Programa de Monitoramento de Quirópteros
Foto Ilustrativa

Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)

Nome Técnico: Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)

Referência: 76989

Ministramos Cursos e Treinamentos em Idioma Técnico: Português, Inglês (Regional), Croata, Japonês, Espanhol, Chinês (Regional), Alemão, Índia (Regional), Árabe, Coreano, Russo, entre outros.

Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)
O do Programa de Monitoramento de Quirópteros tem por intuito traçar os métodos e procedimentos de monitoramento de quirópteros, assim como os instrumentos e equipamentos para execução desta monitoração. É importante que o programa seja elaborado por profissionais devidamente capacitados para maximizar a tarefa.

O que é Quiróptero?
Os Quirópteros ou Morcegos são os mamíferos que apresentam estruturas desenvolvidas para adaptação fisiológica especializada que permitem o voo verdadeiro. No Brasil são conhecidas nove famílias, 64 gêneros e 167 espécies, distribuídas em todo território nacional.

Escopo do Serviço

Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)

Biologia de Animais Quirópteros;
Famílias, gêneros e espécies de quirópteros;
Documentação referente ao monitoramento de quirópteros;
Acidentes e riscos decorrentes das atividades com animais quirópteros;
Prevenção de acidentes com animais quirópteros;
Identificação e Reconhecimento de animais perigosos;
Programa de Monitoramento de Quirópteros;
Histórico de laudos de conformidade;
Acompanhamento das populações de quirópteros por meio de marcação;
Instrumentos e equipamentos para monitoramento de quirópteros;
Conhecimento sobra a diversidade, distribuição e biologia de quirópteros;
Áreas de influência do empreendimento;
Acompanhamento das populações de quirópteros por meio de recaptura;
Alterações na riqueza e nas densidades populacionais das espécies;
Mitigação dos impactos do empreendimento sobre os quirópteros;
Identificar espécies ameaçadas, vulneráveis e indicadoras da qualidade ambiental;
Modificações populacionais do morcego-vampiro;
Validade das vistorias, laudos, prontuários;
Procedimentos Ocupacionais;
Aptidão dos profissionais;
Checagem dos itens de segurança;
Avaliação quantitativa;
Registro fotográfico;
Registro das Evidências;
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Emissão da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica);

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR-01 – Disposições Gerais;
NR 07 – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional;
NR 09 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais;
NR 31 – Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura;
FUNASA – Fundação Nacional de Saúde;
Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses (Normas Técnicas e Operacionais);
Nota:
Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.

Validade

Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
c) mudança de empresa;
d) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Documento Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;

Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba Mais: Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos):

Quirópteros
Os Quirópteros ou Morcegos são os mamíferos que apresentam estruturas especializadas que permitem o voo verdadeiro (figura 1). No Brasil são conhecidas nove famílias, 64 gêneros e 167 espécies, distribuídas em todo território nacional.
Hábitos Alimentares
Os Morcegos Apresentam uma diversidade de hábitos alimentares, podendo se alimentar de insetos e outros artrópodes, frutos, sementes, folhas, flores, pólen, néctar, pequenos vertebrados e até sangue. Algumas espécies são altamente especializadas em de um tipo de alimentação, enquanto outras comem um pouco de cada coisa.
Habitats
Os morcegos podem se refugiar em cavernas, fendas das pedras, troncos e galhos de árvores, cupinzeiros e construções humanas formando grupos onde podem coabitar espécies diferentes formando o que chamamos de “COLÔNIAS”.
A importância dos morcegos
Ajudam no controle dos insetos, onde um morcego insetívoro pode devorar mais de 600 mosquitos por hora;
Ajudam no controle de pequenos animais, incluindo roedores, que podem prejudicar a agricultura;
A saliva do morcego, por ter forte ação anticoagulante, poderá ser largamente empregada para o tratamento de várias doenças vasculares;
Os morcegos têm sido analisados na utilização do sonar que poderá auxiliar o homem;
As fezes constituem excelente adubo que foi largamente explorado, até o desenvolvimento dos adubos sintéticos;
Espalham sementes de centenas de espécies de árvores, contribuindo desta forma para a recomposição de nossas florestas e matas;
Polinizam as flores contribuindo para a regeneração das florestas degradadas, disseminação e distribuição de várias plantas.
Morcego e saúde pública
1. São transmissores de doenças zoonóticas casusadas por:
Vírus: Raiva e Arboviroses;
Bactérias: Leptospirose, Salmonelose e riquetsiose;
Fungos: Criptococose e histoplasmose.
2. Podem se abrigar em abrigos em construções que dependendo do tamanho da colônia pode causar transtorno aos moradores devido ao barulho e ao acúmulo de fezes;
3. Em ambientes urbanos e rurais (pomares e outras plantações) podem provocar transtornos à população e certos prejuízos econômicos ao danificar frutos;
4. Agressões acidentais podem ocorrer em animais ou mesmo em humanos.
Recomendações
Quando há presença de Morcegos na residência:
Uma vez constatada a presença de morcegos na edificação, procure orientação especializada;
Não mate os morcegos indiscriminadamente. A grande maioria das espécies existentes é benéfica ao homem e a natureza;
Todos os morcegos, independentemente do seu hábito alimentar, podem morder se forem perturbados. Se estiverem contaminados, podem transmitir a raiva que é uma doença sempre fatal, na ausência de tratamento apropriado. Portanto, evite o contato direto com o morcego.
Quando ocorreu agressão por morcego em humanos:
Lave o local com bastante água e sabão;
Não mate nem jogue fora o animal;
Procure orientação médica na Unidade de Saúde mais próxima de sua casa imediatamente;
Ligue para o CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSE do seu município ou órgão de saúde equivalente, que um profissional habilitado irá buscar o morcego mesmo que este esteja morto;
A avaliação do morcego é muito importante para você e toda a comunidade para descartar a possibilidade do animal estar doente de raiva.

Fonte: Agência Estadual de Vigilância em Saúde

Elaboração do Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos): Consulte-nos.

Programa de Monitoramento de Quirópteros (Morcegos)

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos