Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga NR-11

Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação NR-11

Nome Técnico: Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga NR-11

Cód: 5074

Todas as empresas que possuam qualquer tipo de Equipamento de Movimentação e de Elevação de Carga devem se enquadrar as Normas Regulamentadoras de maneira que ofereçam as necessárias garantias de resistência, segurança e conservação em perfeitas condições de trabalho.
Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação.

Escopo do Serviço:

Laudo Técnico de Equipamentos

Somos Credenciados junto ao C.R.E.A. e legalmente habilitado para realizar a avaliação e Inspeção técnica de máquinas e Equipamentos conforme preconiza as Normas Regulamentadoras
Item  NR 12.12.4. São consideradas medidas de proteção, a ser adotadas nessa ordem prioridade:
a) medidas de proteção coletiva;
b) medidas administrativas ou de organização do trabalho; e
c) medidas de proteção individual.

Realizamos: Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação
Levantamento detalhado das características técnicas das máquinas e avaliação;
Levantamento detalhado operacional e verificação da vida útil de cada máquina ou equipamento e informações se segurança existentes;
Verificação de desempenho, adequação e funcionamento do Sistema de Segurança visando redução de riscos, eficiência dos sistemas instalados;
Relatório Técnico com A.R.T.
Laudo Técnico  Equipamentos de Movimentação e  Elevação de Carga:
Equipamentos de Movimentação de Carga:  Ascensores de carga, Cabos de aço, Correias transportadoras, Correntes de elevação, Cremalheiras, Elevadores de carga, Empilhadeiras,
Transpaleteiras, Esteiras-rolantes, Guinchos, Guindastes, Máquinas automotrizes, elevadores,
Máquinas Autopropelidos, Máquinas transportadoras, Monovias eletrificadas, Monovias para Talhas, monta-carga, Pontes Rolantes, Roscas Transportadoras, Talhas, Tombadores de carga,
Transportadores de diferentes tipos, Transportadores industriais, entre outros.

Procedimentos da Inspeção:
Importante: Serão realizados Teste de Solda e Sistema de Líquido Penetrante no equipamento e nas peças que contenham pontos de solda;
01- Os pontos que contém solda no decorrer da peça (braço articulado e apoio de cesto acoplado) deverão estar devidamente decapados, sem nenhum tipo de resíduos tais como tintas, vernizes, colas ou qualquer tipo de sujidades ou resíduos de óleo, graxa etc;
02- Passar PINTOF em todas as bases dos Equipamentos e peças de apoio, limpar bem e passar pano (não deixar nenhuma sujidade);
03- As lanças automáticas lixar a solda da frente, se tiver lança manual, lixar solda da frente;
04- No caso de TESTE DE CARGA disponibilizar sacos de areia conforme capacidade do Gancho do Equipamento;

Metodologia utilizada na perícia ensaios não destrutivos:
1.- Liquido removedor, não gordurante, para limpeza de resíduos, da área da solda que possam atrapalhar no momento da inspeção.
2.- Liquido penetrante, que pode ser removido a seco ou a base de água,
3.- Liquido revelador, onde se aplica após a remoção do liquido penetrante, aguardando seu processo de finalização, podendo ser removido com água.

Referencias Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
ABNT NBR ISO 4309: Equipamentos de movimentação de carga – Cabos de aço – Cuidados, manutenção, instalação, inspeção e descarte – Esta Norma detalha diretrizes para os cuidados, instalação, manutenção e inspeção do cabo de aço em serviço em um equipamento de movimentação de carga, bem como relaciona os critérios de descarte a serem aplicados para promover o uso seguro do equipamento de movimentação de carga.
ABNT NBR 14768 – Guindastes – Guindaste articulado hidráulico – Requisitos
ABNT NBR 16092 – Cestas aéreas – Especificações e ensaios
ABNT NBR 16593 – Ensaio não destrutivo – Emissão acústica – Procedimentos para ensaio em cestas Aéreas isoladas
ABNT NBR 16601 – Ensaio não destrutivo – Emissão acústica – Procedimentos para ensaio em guindaste articulados hidráulicos com ou sem Cesto Acoplado
NR- 12 Anexo XII – Equipamentos de Guindar para Elevação de pessoas e realização de Trabalhos em Altura.

 

Validade do Laudo de Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga NR-11: É recomendável renovação anual ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização do Laudo.

Procedimentos e Documentos necessários para operação de Máquinas e Equipamentos Autopropelidos e Guindar:
ASO (Atestado de Saúde Ocupacional, com indicação para operação dentro da validade);
Cópia da carteira de trabalho (Página foto; Qualificação civil e Contrato de trabalho);
Ficha de registro e controle de entrega de EPI;
Cópia do contrato de prestação de serviço;
CNH Categoria E,D ou C do colaborador;
Certificado de Capacitação e Atualização específica da máquina ou equipamento, carteira de identificação;
Laudo de Inspeção Técnica da Máquina ou Equipamento;
Laudos das cintas de içamento, cabos de aço e correntes quando for o caso;
ART de liberação do equipamento;
Manual de Instruções Técnicas do equipamento;

Atenção
NR 12
12.1.16 Os equipamentos de guindar que receberem cestos acoplados para elevação de pessoas devem ser submetidos a ensaios e inspeções periódicas de forma a garantir seu bom funcionamento e sua integridade estrutural.
12.1.16.1 Devem ser realizados ensaios que comprovem a integridade estrutural, tais como ultrassom e/ou emissão acústica, conforme norma ABNT NBR 14768:2015.
12.3.17 É proibida a movimentação de cargas suspensas no gancho do equipamento de guindar simultaneamente à movimentação de pessoas dentro do cesto acoplado.

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba mais sobre Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga NR-11


EQUIPAMENTOS DE MOVIMENTAÇÃO

O item NR 11.1.3 da NR-11, deixa definido que os equipamentos utilizados na movimentação de materiais serão calculados e construídos de maneira que ofereçam as necessárias garantias de resistência e segurança e conservados em perfeitas condições de trabalho. No que diz respeito a cálculos (dimensionamento) e construção é importante que o SESMT busque conhecer e, se possível, ter cópia dos memoriais ou processos de cálculo e aquisição. Uma única talha mal instalada pode causar danos imensos e acidentes fatais o mesmo podendo ocorrer devido a improvisações – estas tão comuns nas empresas brasileiras. Vale lembrar aqui que a responsabilidade técnica pela orientação quanto ao cumprimento do disposto na NR é do SESMT (NR-4 – 12.d). Ainda com relação a este item chamamos a atenção para a última frase que menciona a conservação e perfeitas condições para o trabalho. Mesmo que o assunto esteja restrito a uma linha de palavras sua extensão é bastante grande é importante e só pode ser obtido e principalmente evidenciada pela inserção de todos veículos industriais em um plano de manutenção preventiva que no nosso entendimento deve ser auditado periodicamente pelo SESMT e os possíveis desvios evidenciados através de documentos. Importante ainda que este plano de manutenção esteja baseado em procedimentos (escritos) básicos de verificação garantindo assim que todos os itens de segurança sejam sistematicamente verificados. Isso em suma quer dizer que os critérios não devem ser deixados em aberto ou a escolha do executor e não podem deixar de conter os itens mencionados em 11.1.3.1 (cabos de aço, cordas, correntes, roldanas, ganchos, etc.).
Os equipamentos de içamento podem ser classificados como: talhas manuais e elétricas, pontes-rolantes, guindaste de cavalete, de torre, de cabeça de martelo, lança horizontal e móvel sobre rodas ou esteiras. Em relação aos transportadores, os principais são: de rolete, de correia, de rosca sem fim e de caneca. As operações envolvendo estes equipamentos representam um risco adicional no local de trabalho. É importante que a operação de içamento seja coordenada com o resto do trabalho e que seja dada especial atenção à possibilidade de queda de objetos.
Os cabos, correntes e outros meios de suspensão ou tração e suas conexões devem ser previamente certificados por organismo credenciado pelo IMMETRO ou por instituição certificadora internacional.
Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga

Segurança em Equipamento de Içamento
As inspeções periódicas devem ser executadas com especial atenção à verificação da sustentação da estrutura da grua, testes para determinar a rigidez das correntes ou cordas, lubrificação e ajuste dos freios. Os pontos críticos para inspeção e controle são:

Sensor de sobrecarga para guinchos grandes;
Dispositivos para evitar que a carga entre em contato com o equipamento, saia do lugar ou se choque com outro equipamento;
Freios para os controles dos acessórios de içar;
Ganchos com travas para que o olhal ou laço do cabo não escorregue (ganchos abertos devem ser proibidos).

Laudo Técnico  Equipamentos de Movimentação e  Elevação de Carga
ABNT NBR 6327 – Cabo de aço para uso geral: requisitos mínimos;
ABNT NBR 11900 – Extremidades de laços de cabos de aço;
ABNT NBR 13541 – Movimentação de carga: laço de cabo de aço: especificação;
ABNT NBR 13542 – Movimentação de carga: anel de carga;
ABNT NBR 13543 – Movimentação de carga: laços de cabo de aço: utilização e inspeção;
ABNT NBR 13544 – Movimentação de carga: sapatilha para cabo de aço;
ABNT NBR 13545 – Movimentação de carga: manilhas.
As inspeções frequentes consistem na avaliação visual por pessoa qualificada e familiarizada antes do início de cada trabalho de modo a detectar possíveis danos no cabo de aço que possam causar riscos durante o uso.

Importante:
Quando se tratar de Máquinas e Equipamentos de Elevação é obrigatório, imediatamente antes da movimentação, a realização de:
01 – Elaboração da Análise Preliminar e Risco -APR
02 – Permissão de Trabalho (PT)
03 – Checar EPIs e EPCs
04 – Verificar o Manual de Instrução do Equipamento;
04 – Verificar o Laudo de Inspeção Técnica do Equipamento e dos Pontos de Ancoragem com ART
05 –  Manter Equipe de Resgate equipada;
06 – Reunião de segurança sobre a operação com os envolvidos, contemplando as atividades que serão desenvolvidas, o  processo de trabalho, os riscos e as medidas de proteção, conforme análise de risco, consignado num documento a ser arquivado contendo o nome legível e assinatura dos participantes;
a) Inspeção visual;
b) Checagem do funcionamento do rádio;
c) Confirmação de que os sinais são conhecidos de todos os envolvidos na operação.
07- A reunião de segurança deve instruir toda a equipe de trabalho, dentre outros envolvidos na operação, no mínimo, sobre os seguintes perigos:
a) Impacto com estruturas externas;
b) Movimento inesperado;
c) Queda de altura;
i) Outros específicos associados com o içamento.
08 – A equipe de trabalho é formada pelo(s) ocupante(s) do cesto, operador do equipamento, sinaleiro designado e supervisor da operação.
09 – A equipe de Resgate equipada deve permanecer a tempo de resposta dentro dos padrões  de  zero a 10 minutos.

Saiba Mais: Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação: Consulte-nos.

Laudo Técnico Equipamentos de Movimentação e Elevação de Carga NR-11,O que é o Laudo NR-11, Pra que serve o Laudo NR-11, Aonde fazer o Laudo NR-11, Como fazer o Laudo NR-11, Porque fazer o Laudo NR-11, Quando fazer o Laudo NR-11, Quanto custa o Laudo NR-11

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos