Inspeção de Ponte Rolante com ART

Laudo de Ponte Rolante com ART

Nome Técnico: Laudo de Inspeção Ponte Rolante com A.R.T.

Cód: 783

Laudo de Ponte Rolante com ART
O laudo de Ponte Rolante tem o objetivo de  verificar e avaliar as condições de fabricação técnicas da Ponte Rolante, avaliar  a capacidade máxima de carga e definir seus processos de utilização conforme as normas técnicas e regulamentadoras, visando à segurança no manuseio do equipamento a fim de garantir segurança para os trabalhadores e patrimônio.

O que é Ponte Rolante?
Ponte Rolante é o equipamento utilizado para movimentação de cargas e materiais, equipamento aéreo acoplado sobre trilhos capaz de movimentar grandes cargas.

Laudo de Ponte Rolante com ART

Inventário NR 12 específico para Ponte rolante;
Itens a ser verificados e inspecionados;
Visual externa em atendimento a NR 11 E NR 12;
Verificação da documentação existente;
Limpeza;
Estrutura (existência de trincas);
Ensaio de líquido penetrante na estrutura em até 3 pontos (caso necessário);
Desgaste do boleto do trilho;
Alinhamento;
Folga nas junções;
Estado dos batentes fim de curso;
Parafusos e porcas e fixações em gerais;
Passadiço;
Pára-choque da ponte;
Rodas;
Vazamento do Redutor ou Moto redutor e ruído estranho;
Condições da transmissão em geral;
Condições dos freios;
Condições do motores;
Estado do tambor ou caixa de recolhimento;
Condições da caixa de gancho (moitão);
Visual do gancho;
Ensaio de líquido penetrante no gancho (caso necessário);
Condições do cabo ou corrente;
Limite de fim de curso;
Funcionamento das botoeiras;
Limpeza painel elétrico;
Funcionamento de todos os comandos do painel elétrico;
Verificação da documentação do treinamento dos operadores;
Condições de funcionamento em geral;
O Laudo será feito por um Engenheiro Mecânico credenciado ao CREA;
Objetivo da Inspeção;
Identificação do Equipamento;
Descrição do Equipamento;
Escopo da Inspeção;
Análise da Documentação Técnica;
Inspeção Visual Externa;
Serviços Executados;
Recomendações;
Avaliação qualitativa;
Avaliação quantitativa;
Registro fotográfico;
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Emissão da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica).
Observações: O acesso é por conta da contratante (escadas, andaimes, liberação do equipamento na data prevista, limpeza para ensaio de Líquido Penetrante, água , ponto de energia , iluminação, extensões elétrica ).
A nossa Empresa através de seu corpo técnico de engenharia oferece acompanhamento e orientações técnicas em caso de reparo na estrutura.

Referências Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR – 06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;
NR – 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais;
NR – 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;
NR – 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção;
ABNT NBR 15466 – Qualificação e certificação de operadores de ponte rolante, pórtico e semipórtico – Requisitos;
ABNT NBR 8400 – Cálculo de equipamento para levantamento e movimentação de cargas – Procedimento;
ABNT NBR 13752 – Perícias de engenharia na construção civil.

Laudo de Ponte Rolante com ART

Cabe a Contratante quando for o caso:
Fornecer os meios, Projetos arquitetônicos em AutoCad ou PDF;
Lista de todos os equipamentos elétricos e eletrônicos contidos na áreas com marca, potência modelo, tipo e temperatura;
Se tiver inflamáveis e/ou combustíveis armazenados com mais 400 litros no total torna-se obrigatório fazer o Prontuário da NR-20.

Laudo de Ponte Rolante com ART

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
d) mudança de empresa;
e) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Laudo Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;

Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Laudo de Ponte Rolante com ART

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba Mais: Laudo de Ponte Rolante com ART:
Do objeto e Campo de Aplicação:

Estabelecimento à obrigatoriedade da elaboração e implementação pôr parte de todos os empregados e instituições que admitam trabalhadores, como empregados, do Avaliação técnica de segurança em sistemas de içamento por cabos e correntes, visando a preservação da saúde e a integridade dos trabalhadores, através da antecipação,
reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de proteção dos riscos em
máquinas e equipamentos, existentes, ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos funcionários expostos.
A avaliação é parte integrante do conjunto mais amplo das iniciativas da empresa no campo da preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, devendo estar articulado com o disposto nas Normas Regulamentadoras (Portaria n.º. 3.214/78-MTE), em especial com a NR 11 e NR 12.
Laudo de Ponte Rolante com A.R.T:
DA ESTRUTURA DA AVALIAÇÃO
1. A avaliação técnica, é um planejamento estratégico e sequencial das medidas de segurança
que devem ser implementadas em prensas e equipamentos similares com o objetivo de garantir proteção adequada à integridade física e à saúde de todos os trabalhadores envolvidos com as diversas formas e etapas de uso de pontes rolantes e/ou dos equipamentos similares.
2. A avaliação deve ser aplicado nos estabelecimentos que possuem pontes rolantes, pórticos,
talhas, e/ou equipamentos similares, norteando que nenhum trabalhador deve executar as suas atividades expondo-se às zonas de risco de forma desprotegidas.
3. As empresas devem elaborar a avaliação, e mantê-la à disposição dos representantes dos
trabalhadores na CIPA, onde houver, e das autoridades competentes.
4. Toda empresa deve ter um procedimento por escrito, para definir as sequências lógicas e
seguras de todas as atividades relacionadas a pontes rolantes e similares.
5. Devem constar nesta avaliação, uma planta baixa e relação com todos os equipamentos, os
quais devem ser identificados e descritos individualmente, constando:
a) Tipo de ponte ou equipamento similar;
b) Modelo;
c) Fabricante;
d) Ano de fabricação;
e) Capacidade;
Laudo de Ponte Rolante com A.R.T:
6. Deve constar na avaliação, a definição dos Sistemas de Proteção, para cada ponte ou equipamento similar, devendo conter seu princípio de funcionamento.
6.1. A implantação dos Sistemas para cada ponte ou equipamento similar deve ser acompanhada de cronograma, especificando-se cada etapa e prazo a ser desenvolvida.
6.2. O Plano de Manutenção de cada ponte ou equipamento similar deve ser registrado em livro próprio, ficha ou informatizado.
7. O empregador é o responsável pela avaliação do equipamento, por intermédio de seus representantes, comprometendo-se com as medidas previstas e nos prazos estabelecidos na NR.11  e NR 12 e seus anexos.
8. A presente avaliação é coordenada pelo Técnico de Segurança do Trabalho contratado pela
empresa, no limite de suas atribuições.
9. O profissional coordenador acompanhará a implementação da avaliação, em todas as suas
fases, sendo co-responsável pela eficácia das medidas de proteção implantadas.
DO NÍVEL DE AÇÃO
Para os fins que dispõe o acordo sindical, em forma, de intenção deste documento; considera-se nível de ação o valor a que deve-se atribuir os dados de composição deste documento, de forma, a minimizar a probabilidade de que as exposições a riscos de acidentes não aconteçam. Às ações devem incluir também, o monitoramento periódico da exposição, a informação aos trabalhadores e o controle de acidentes.
Laudo de Ponte Rolante com A.R.T:
DO REGISTRO DE DADOS
Deverá ser mantido pelo Interessado, ou Instituição, um registro de dados estruturado,de forma, a constituir um histórico técnico e administrativo, do desenvolvimento desta avaliação.
Os dados deverão ser mantidos pôr um período mínimo de 20 (vinte) anos, e, mediante necessidades, à disposição dos interessados e das autoridades competentes.
DOS FUNDAMENTOS LEGAIS E NORMATIVOS DE APOIO:
Este documento encontra apoio legal nas medidas especiais de proteção contidas na NR.11, da Port. 3214/78.
Além do disposto supra consignado, fundamenta-se também, a todos os dispositivos legais vigentes, nacionais e internacionais, de apoio técnico, pertinente a matéria de segurança
do trabalho.
CONSIDERAÇÕES GERAIS
O presente trabalho aborda a Avaliação técnica de segurança em sistemas de içamento por cabos e correntes, apresentando critérios utilizados para a prevenção de acidentes do trabalho, com potenciais variáveis, ou seja, de fatalidade, de grave lesão, ou de lesões e, também considerados todos os fatores de riscos com ou sem perda de tempo.
Deve ser portanto, confirmada com uma inspeção de segurança do trabalho, que tem pôr objetivo identificar a existência de condições ambientais de insegurança causadas pelo desgaste e envelhecimento dos equipamentos e instalações ou pôr práticas inseguras dos
empregados.
POLÍTICA
A Segurança do trabalho procura eliminar e/ou neutralizar as causas que possam provocar acidentes do trabalho, evidenciando aquelas que podem gerar acidentes graves. Pôr este motivo, e, com fundamentação legal e específica, é que dispõe-se este programa.
A presente avaliação, proporciona à empresa, elementos técnicos legais, a habilitando para gerenciar com eficiência e eficácia as questões relativas à prevenção de acidentes no trabalho, integradas com as demais outras questões de sua competência, bem como, desenvolver a prática do trabalho correto e a redução progressiva dos riscos ambientais, que proporcionará, não só a melhor proteção do Homem, mas também continuidade operacional e  aumento de produtividade, conforme deve estabelecer a própria política de segurança da empresa.
CONCEITOS BÁSICOS
A avaliação dos equipamentos, é um planejamento estratégico e sequencial das medidas de segurança que devem ser implementadas em prensas e equipamentos similares com o objetivo de garantir proteção adequada à integridade física e à saúde de todos os trabalhadores envolvidos com as diversas formas e etapas de uso das prensas e/ou dos equipamentos similares, devendo ser aplicado nos estabelecimentos que possuem pontes e/ou equipamentos similares.
Laudo de Ponte Rolante com A.R.T:
RESPONSABILIDADES
Cabe, portanto, ao setor de gerenciamento, supervisão e chefia do estabelecimento: no que é pertinente ao desenvolvimento das melhorias dos equipamentos; a responsabilidade:
– Pela segurança de seus subordinados e qualificação dos mesmos a exercício da função.
– Pelo conhecimento e divulgação dos riscos existentes em cada atividade e pela ênfase dada
à prevenção do risco.
– Em dar seqüência às solicitações e informações recebidas das condições de riscos levantados e, registrados na íntegra dos equipamentos – Pela execução de todas as medidas de controle / propostas técnicas aludidas, e de medidas preventivas necessárias, de ordem administrativa, que envolvam o quadro efetivo do estabelecimento, em seus postos de trabalho.
– Na participação, desenvolvimento e aplicação de programas de conscientização, educação e
orientação, voltados para os empregados do estabelecimento, visando à prevenção dos riscos
ambientais e de acidentes do trabalho.
-Coordenação das atividades voltadas à transmissão de conhecimentos específicos, necessários à execução segura das atividades profissionais – no interior dos setores de composição da empresa.
Laudo de Ponte Rolante com A.R.T:
Inspeções Diárias:  Antes de utilizar a Ponte Rolante é obrigatório realizar  Inspeção afim de assegurar a total confiabilidade para utilização da Ponte Rolante em condições seguras.
Laudo de Ponte Rolante:
Manutenção:  Qualquer manutenção à ser realizada em Ponte Rolante, deve ser realizada por profissional especializado.
Fixar placa de aviso ou outro alerta de segurança no quadro de energia onde está ligada a Ponte Rolante, evitando assim que a energia seja restabelecida acidentalmente ou ocorra por falta Antes da realização de qualquer tipo de manutenção, deve-se verificar se  o equipamento está desenergizada, garantindo que permaneça assim até o término da manutenção.  de sinalização.
Laudo de Ponte Rolante:
Manutenção Preventiva: A fim de evitar acidentes o correto que executar manutenções preventivas necessárias nas Pontes Rolantes.
Quando realizarmos manutenções preventivas devemos observar alguns tópicos básicos, são eles: Comandos / Condição elétrica; Cabos e acessórios; Basculamento / Elevação; Trilhos e Roldanas; Freios; Lubrificação geral.

Importante:
Se necessário a utilização de Máquinas e Equipamentos de Elevação é obrigatório, imediatamente antes da movimentação, a realização de:
01 – Elaboração da Análise Preliminar e Risco -APR
02 – Permissão de Trabalho (PT)
03 – Checar EPIs e EPCs
04 – Verificar o Manual de Instrução do Equipamento;
04 – Verificar o Laudo de Inspeção Técnica do Equipamento e dos Pontos de Ancoragem com ART
05 –  Manter Equipe de Resgate equipada;
06 – Reunião de segurança sobre a operação com os envolvidos, contemplando as atividades que serão desenvolvidas, o  processo de trabalho, os riscos e as medidas de proteção, conforme análise de risco, consignado num documento a ser arquivado contendo o nome legível e assinatura dos participantes;
a) Inspeção visual;
b) Checagem do funcionamento do rádio;
c) Confirmação de que os sinais são conhecidos de todos os envolvidos na operação.
07- A reunião de segurança deve instruir toda a equipe de trabalho, dentre outros envolvidos na operação, no mínimo, sobre os seguintes perigos:
a) Impacto com estruturas externas;
b) Movimento inesperado;
c) Queda de altura;
i) Outros específicos associados com o içamento.
08 – A equipe de trabalho é formada pelo(s) ocupante(s) do cesto, operador do equipamento, sinaleiro designado e supervisor da operação.
09 – A equipe de Resgate equipada deve permanecer a tempo de resposta dentro dos padrões  de  zero a 10 minutos.

Laudo de Ponte Rolante com ART: Consulte-nos.

Laudo de Ponte Rolante com ART, Laudo de Inspeção Ponte Rolante com A.R.T., ART de ponte de rolante, Laudo de Inspeção Ponte Rolante, Laudo Talha, O Que É O Laudo Talha, Pra Que Serve O Laudo Talha, Quem Pode Fazer Laudo de Talha, Aonde Fazer O Laudo Talha, Como Fazer O Laudo Talha, Porque Fazer O Laudo Talha, Quando Fazer O Laudo Talha, Quanto Custa O Laudo Talha,

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos