Laudo de Patologias e Danos Estruturais

Laudo de Patologias Estruturais

Nome Técnico: Laudo de Patologias e Danos Estruturais

Cód: 22249

O Laudo de Patologias Estruturais tem por objetivo avaliar desgastes, falhas e anomalias, bem como sua origem, se de projeto, operação, execução e ainda orientar sobre técnicas para reparos necessários.

Termo Patologia:
A deterioração dos edifícios gera diferentes tipos de anomalias, tais anomalias podem surgir de diversas causas, como envelhecimento natural da edificação, acidentes ou irresponsabilidades profissionais.
Com isso, veio o desenvolvimento de um novo campo na engenharia chamado Patologia das Edificações, que tem por objetivo estudar os problemas que causam tal deterioração, abordando seu comportamento, seus sintomas, origens e agentes causadores.

Escopo do Serviço:
Laudo de Patologias e Danos Estruturais

Vistoria Técnica:
Elementos Estruturais;
Sistema de Impermeabilização;
Revestimentos;
Esquadrias;
Indicação das patologias;
Principais causas;
Soluções indicadas;
Lista de Prioridades Técnicas;
Grau de urgência no reparo (em escala de 0 a 10);
Registro Fotográfico.

Referencias Normativas aos dispositivos aplicáveis:
NR-18 – Condições e Meio Ambiente De Trabalho Na Indústria Da Construção;
Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo – IBAPE/SP;

ABNT NBR 5671 – Participação dos intervenientes em serviços e obras de engenharia e arquitetura;
ABNT NBR 5674 – Manutenção de edificações — Requisitos para o sistema de gestão de manutenção;
ABNT NBR 14037 – Diretrizes para elaboração de manuais de uso, operação e manutenção das edificações — Requisitos para elaboração e apresentação dos conteúdos;
ABNT NBR 15575 – Edificações habitacionais.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba mais: Laudo de Patologias Estruturais:

Uma edificação é o resultado da combinação entre materiais diversos e heterogêneos, com mão de obra geralmente não especializada e de grande rotatividade que, junto com a agressividade ambiental presente, a má utilização e a falta de conservação, contribuem para a antecipação dos fenômenos patológicos que tendem a comprometer a funcionalidade, e a segurança do imóvel.

Essas manifestações patológicas podem afetar as obras de engenharia, em diferentes etapas construtivas, podendo ocasionar, males congênitos e adquiridos, sendo vulneráveis a acidentes e à deterioração proposta pelo passar do tempo.
Como qualquer intervenção que venha afetar o bom desempenho, funcionalidade e segurança de uma estrutura de uma edificação, deve se levar em conta, como primeiro método de tratamento para o problema a identificação das origens da doença.
Ou seja, é se conhecendo a origem do problema, que pode se diagnosticar de forma correta o método de tratamento e correção para patologia presente à edificação, e assim, obter um resultando satisfatório e direto para a doença, e ainda, se conhecer o principal “culpado” pela falha como, por exemplo:
se o problema for originado na fase de projetos, os projetistas falharam;
quando a origem estiver na qualidade do material, o erro é dos fabricantes;
se o erro estiver na etapa de construção, trata-se de falhas que envolvem mão de obra e fiscalização, ou omissão do construtor;
e por fim, se o problema estiver na etapa de uso, as falhas podem ser decorrentes da operação e manutenção do empreendimento.

Saiba mais: Laudo de Patologias Estruturais: Consulte-nos.

O Que É O Laudo de Patologias Estruturais, Pra Que Serve O Laudo de Patologias Estruturais, Aonde Fazer O Laudo de Patologias Estruturais, Como Fazer O Laudo de Patologias Estruturais, Porque Fazer O Laudo de Patologias Estruturais, Quando Fazer O Laudo de Patologias Estruturais, Quanto É O Laudo de Patologias Estruturais, Treinamento Patologias Estruturais, Certificado Patologias Estruturais, Apostila Patologias Estruturais, Objetivo Patologias Estruturais,

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos