Laudo Elétrico NR 10

Esquema Unifilar NR 10

Nome Técnico: Laudo Esquema Unifilar das Instalações Elétricas Prontuário da NR 10

Cód: 838

Esquema Unifilar NR 10
Elaboramos o Laudo Esquema Unifilar das Instalações Elétricas Prontuário da NR 10 conforme exige a Norma NR-10 a existência de esquemas unifilares elétricos atualizados com a especificação do aterramento e dispositivos de proteção.
Nesta etapa de trabalho são verificados detalhadamente os circuitos elétricos visando a elaboração dos esquemas unifilares elétricos.

O que é Esquema Unifilar?
Trata-se de um documento técnico especializado e, portanto, deve ser elaborado por um profissional habilitado, assim considerando aquele que atende ao estabelecido no item 10.8 desta NR, isto é, um técnico de nível médio ou engenheiro eletricista.
Esquema Unifilar são desenhos técnicos representativos de forma simplificada do sistema elétrico da empresa, abrange desde a origem da instalação até os quadros de distribuição de circuitos.

Esquema Unifilar NR 10

A divisão dos circuitos;
A localização dos quadros de distribuição;
A posição dos eletrodutos;
A verificação física das instalações;
Acessibilidade adequada de seus componentes;
Avaliar as condições mínimas de controle das instalações elétrica;
Eventuais irregularidades;
Identificação;
Independência das instalações elétricas;
Instalação;
Medição de Isolamento;
Medidas de proteção contra, choques elétricos e efeitos térmicos;
Medidas para correção;
Medidas preventivas de controle do risco elétrico;
O número e a caracterização dos condutores dentro dos eletrodutos;
Os pontos de luz e as tomadas;
Seleção;
Sobrecorrentes e sobretensões;
Taxa de distorção;
Termografia dos quadros elétricos, entrada de energia/subestação;
Teste de disjuntores, transformadores e subestações se necessário;
Verificar sinais harmônicos;
Vistoria da entrada de energia ou subestação;
Vistoria de toda a instalação elétrica;
Vistoria dos equipamentos, medição de tensão, corrente elétrica e temperatura;
Avaliação qualitativa;
Avaliação quantitativa;
Registro fotográfico;
Conclusão do PLH;
Proposta de melhorias corretivas;
Emissão da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica).

Referências Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR – 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;
ABNT NBR 5175 Números das funções dos dispositivos de manobra, controle e proteção de sistemas de potência – Codificação;
ABNT NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão;
ABNT NBR 5419 Proteção contra descargas atmosféricas;
ABNT NBR 14039 Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV;
ABNT NBR ISO/CIE 8995 – Iluminação de ambientes de trabalho.

Cabe a Contratante quando for o caso:
Fornecer os meios, Projetos arquitetônicos em AutoCad ou PDF;
Lista de todos os equipamentos elétricos e eletrônicos contidos na áreas com marca, potência modelo, tipo e temperatura;
Se tiver inflamáveis e/ou combustíveis armazenados com mais 400 litros no total torna-se obrigatório fazer o Prontuário da NR-20.

Esquema Unifilar NR 10

Validade das Inspeções: ANUAL exceto se ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, finalidades, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de nova Inspeção;
d) mudança de empresa;
e) troca de máquina ou equipamento.
Será emitido Laudo Técnico por Profissionais Legalmente Habilitados Perito e Engenheiro de Segurança do Trabalho com ART;

Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente e demais equipamentos são analógicos.

Causas do Acidente Trabalho:
Falta de cuidados do empregado;
Falta de alerta do empregador;
Mesmo efetuando todos os Treinamentos e Laudos obrigatórios de Segurança e Saúde do Trabalho em caso de acidente de trabalho o empregador estará sujeito a Processos tipo:
1- Inquérito Policial – Polícia Civil;
2- Perícia através Instituto Criminalista;
3- Procedimento de Apuração junto Delegacia Regional do Trabalho;
4- Inquérito Civil Público perante o Ministério Público do trabalho para verificação se os demais trabalhadores não estão correndo perigo;
5- O INSS questionará a causa do acidente que poderia ser evitado e se negar a efetuar o pagamento do benefício ao empregado;
6- Familiares poderão ingressar com Processo na Justiça do Trabalho pleiteando danos Morais, Materiais, Luxação, etc.;
7- Tsunami Processuais obrigando o Empregador a gerar Estratégia de Defesas mesmo estando certo;
8- Apesar da Lei da Delegação Trabalhista não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinamento (responsável em vigiar e na tem que realmente vigiar;
9- Não prever que se aplica a culpa em cooper vigilando ao Empregador mas apenas a responsabilidade de entregar o equipamento de treinar vale frisar que o Empregador também fica responsável em vigiar);
10- Quando ocorre um acidente além de destruir todo o “bom humor” das relações entre os empregados ou também o gravíssimo problema de se defender de uma série de procedimento ao mesmo tempo, então vale a pena investir nesta prevenção.
Salientamos que o empregado não pode exercer atividades expostos a riscos que possam comprometer sua segurança e saúde.
Sendo assim podem responder nas esferas criminal e civil, aqueles expõem os trabalhadores a tais riscos.

Esquema Unifilar NR 10

Rescue Cursos

Laudos, Perícias Programas, ART's e muito mais!

Reproduzir vídeo

Saiba mais: Esquema Unifilar NR 10:

NR – 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade:
10.1.1 Esta Norma Regulamentadora – NR estabelece os requisitos e condições mínimas objetivando a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.
10.1.2 Esta NR se aplica às fases de geração, transmissão, distribuição e consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades, observando-se as normas técnicas oficiais estabelecidas pelos órgãos competentes e, na ausência ou omissão destas, as normas internacionais cabíveis.

ABNT NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão:

Esta Norma estabelece as condições a que devem satisfazer as instalações elétricas de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de pessoas e animais, o funcionamento adequado da instalação e a conservação dos bens.
ABNT NBR 14039 Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV:
Esta Norma estabelece um sistema para o projeto e execução de instalações elétricas de média tensão, com tensão nominal de 1,0 kV a 36,2 kV, à freqüência industrial, de modo a garantir segurança e continuidade de serviço.
O diagrama funcional é bastante usado por se referir a apenas uma parte da instalação elétrica, ele possui todos os condutores e componentes que serão ligados em um circuito elétrico, permite interpretar com rapidez e clareza o funcionamento do mesmo.

Trata das instalações do sistema de proteção contra descargas atmosférica – SPDA. Portanto, todas as empresas deverão atender as suas especificações visando uma padronização e um melhor sistema de proteção contra descargas.
Esquema Unifilar NR 10:
01- Análise gerencial de riscos e medidas de controle visando o aumento da eficiência do sistema de proteção contra descarga atmosférica;
02- Análise gerencial de risco. Perdas mecânicas, estruturais e vidas, todas interligadas e dependentes em cada classificação estrutural;
03-A composição do solo onde está localizado a empresa através da medição da resistividade do solo;
04-O projeto de sistema de proteção de descarga atmosférica para adequação do sistema de PDA;
05-Manter e controlar todo o histórico de manutenção deste sistema;
06-A medição do sistema de para raios com a referência dos 10 Ohms não existe mais;
07- Deverá ser realizada a medição da resistividade do solo;
08-Não há mais nenhuma norma com o valor de referência para o sistema de aterramento de 10 Ohms;
Esquema Unifilar NR 10:
Considerações:
Dispositivos de proteção na linha de periféricos que adentram no estabelecimento desde cabos de energia até os cabos de telefonia, gás, antena coletiva entre outros.
Tudo deve ser analisado para compor o sistema.
O sistema pode ser dividido em duas partes:
Sendo um SPDA composto de captação, descida e sistema de aterramento e outro de PDA composto de dispositivos supressores de surto a ser analisado e calculado conforme a capacidade de corrente de curto circuito do estabelecimento.
Esquema Unifilar NR 10: Consulte-nos.

Esquema Unifilar NR 10,, o que é o Esquema Unifilar NR 10, pra que serve o Esquema Unifilar NR 10, aonde fazer o Esquema Unifilar NR 10, como fazer o Esquema Unifilar NR 10, porque fazer o Esquema Unifilar NR 10, quando fazer o Esquema Unifilar NR 10, quanto custa o Esquema Unifilar NR 10, treinamento Esquema Unifilar NR 10, certificado de Esquema Unifilar NR 10, apostila de Esquema Unifilar NR 10, qual objetivo do Esquema Unifilar NR 10, reciclagem de Esquema Unifilar NR 10,

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos