Manutenção de Empilhadeira
Treinamento Operador Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

Curso Manutenção de Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

Curso Capacitação Manutenção Preventiva,Corretiva e Preditiva de Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

Referência: 1493

Curso Manutenção em Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

O objetivo do Curso visa fornecer instruções e procedimentos para efetuar manutenções preditiva, Corretiva e Preditiva  de empilhadeiras com segurança e eficiência, de forma eficaz  para garantir condições de uso do equipamento

Manutenção Preventiva:
Manutenções preventivas são efetuadas de forma a prevenir paradas e falhas de peças e componentes de diversos tipos de máquinas e equipamentos.
Planejar reparos e controlar o monitoramento de maquinários ou mesmo automóveis é a maneira mais adequada de prevenir a interrupção das atividades, ou seja, o método mais eficaz para as empresas controlarem seus equipamentos sem necessitar desligá-los ou mesmo perdê-los por falta de manutenção adaptada.
Vantagens do procedimento:  Redução dos riscos de quebra, envelhecimento e degeneração dos equipamentos, programar a conservação das peças, atuar antes da manutenção corretiva, amenizar os custos de compra de novos itens, entre outros.

Manutenção Corretiva:
Quando máquinas ou equipamentos apresentam falhas, desgastes, ou defeitos é feito a verificação e aplicação das medidas corretivas é  preciso efetuar a manutenção corretiva, fazendo a substituição dos componentes, peças e demais partes afetadas.
O conjunto de procedimentos visa corrigir, restaurar e recuperar a capacidade de produção das instalações ou equipamentos com o funcionamento comprometido.
Por conta da necessidade da máquina ou equipamento ficar parada durante o procedimento, acaba comprometendo outros setores e consequentemente terá custo maior.

Manutenção Preditiva:
A manutenção Preditiva é a mais complexa de se aplicar, entretanto traz ótimos resultados, com a aplicação correta da preditiva pode-se detectar previamente um problema e programar manutenções e correções em tempo hábil para que o processo produtivo não sofra grandes paralisações.
A preditiva tem como premissa o monitoramento periódico de máquinas e equipamentos, fazendo as inspeções necessárias para acompanhar o desempenho da frota e detectar antecipadamente qualquer desgaste que a frota possa vir a apresentar. Além disso visa programar intervenções nas máquinas tendo como base indicadores dos próprios equipamentos, monitorando-os periodicamente.
É extremamente importante fazer a verificação pontual dos equipamentos a fim de antecipar eventuais problemas que possam causar gastos maiores com manutenções corretivas.
As técnicas mais utilizadas para manutenção preditiva são:
Inspeção visual;
Análise de vibração;
Ultrassom;
Técnicas de análise não destrutivas.

Escolha Seu Plano

100% Presencial

40 Horas

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Semipresencial/Reciclagem

20hs EAD / 20hs Presenciais

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Preços Especiais

para Empresas/Turmas

Consulte

Conteúdo Programático

Curso Capacitação Manutenção Preventiva,Corretiva e Preditiva de Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

Nível Básico:  40 horas
Fundamentação teórica;
Classificação das empilhadeiras de acordo com as características construtivas:
Classe 1 – Empilhadeiras Elétricas de Contrapeso;
Classe 2 e 3 – Empilhadeiras Elétricas de Armazém (Operador sentado/ Operador em pé);
Classe 4 e 5 – Empilhadeiras a Combustão de Contrapeso (Operador sentado);
Classificação quanto ao abastecimento:
Gasolina;
Diesel;
Gás;
Eletricidade;
Prescrições para utilização da empilhadeira;
Como fazer Manutenção Preventiva;
Como fazer Manutenção Corretiva;
Defeito e Avarias;
Desmontagem, Manutenção e Montagem da Empilhadeira;
Reparações;
Zona de perigo;
Diagrama de Carga (Capacidade de carga, centro de gravidade, altura de elevação);
Equilíbrio da Empilhadeira;
Precauções Pré-Partida da Empilhadeira (Checklist);
Manutenção: Manutenção e inspeção, Pessoal para manutenção e Limpeza;
Checklist e Plano de Manutenção;
Noções sobre indicadores do Painel da Empilhadeira;
Regras de Segurança e Intrusões sobre o equipamento;
Troca do Gás da Empilhadeira;
Implementação do Plano Preventivo;

Nível Avançado: 80 horas
Como fazer Manutenção Preditiva;
Benefícios da manutenção;
Manutenção corretiva versus preventiva;
Estratégias mistas de manutenção;
Distribuição de falhas;
Dispositivos para identificar falhas;
Redundância;
Engenharia de manutenção;
Custo de manutenção;
Manutenção produtiva total – TPM;
As cinco metas da TPM
Informações gerais;
Locais de operação;
Princípios Básicos;
Característica da Operação;
Catálogo de peças;
Manual de procedimentos técnicos;
Definição do plano de manutenção;
Manual de procedimentos para manutenção preventiva;
Ferramentas adicionais;
Exemplos de características monitoradas e procedimentos para monitorar a
manutenção preditiva.
Montagem de combinações de manutenção em um automóvel;
Exemplo do dispositivo poka-yoke.
Aplicações dos recursos em manutenção.
Os papéis dos colaboradores na TPM.
Ilustração sobre falhas invisíveis que podem ser evitadas com a TPM.
Manual de procedimentos técnicos e do catálogo de peças.
Símbolos utilizados no dispositivo poka-yoke.
Empilhadeiras identificadas com o dispositivo poka-yoke.
Catálogo de peças, itens do motor.
Catálogo de peças, itens do freio.
Catálogo de peças, tambor de freio.
Sistema de pontuação para se definir o tipo de operação.
Lista de procedimentos para o motor.
Lista de procedimentos para o trem de força.
Lista de procedimentos para o sistema hidráulico.
Lista de procedimentos para o sistema de freio.
Lista de procedimentos para o sistema elétrico.
Lista de procedimentos para o sistema direcional.
Lista de procedimentos para o sistema de elevação.
Lista de procedimentos para o sistema de segurança.
Manual de procedimentos, limpar filtro de ar.
Manual de procedimentos, verificar lona de freio.
Check-list da manutenção tipo G
Manual de ferramentas, motor.

Complementos:
Exercícios práticos;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
A importância do conhecimento da tarefa;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação;

A Contratante deverá providenciar:
Equipamento para desmontagem, manutenção preventiva, manutenção corretiva e montagem para as aulas práticas;
Manual de Instruções Técnica de Operação e Manutenção do Equipamento;
Os participantes precisam ter conhecimento mínimo nível técnico de mecânica e elétrica.
As empresas que possuam qualquer tipo de Equipamento de Movimentação e de Elevação de Carga devem se enquadrar a NR 11 e NR 12, de maneira que ofereçam as necessárias garantias de resistência, segurança e conservação em perfeitas condições de trabalho.
Conforme preconiza a NR 12  Item 12.4 São consideradas medidas de proteção, a ser adotadas nessa ordem prioridade:
a) medidas de proteção coletiva;
b) medidas administrativas ou de organização do trabalho;
c) medidas de proteção individual.

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
ABNT NBR 11893 – Componentes da alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Especificação;
ABNT NBR 11894 – Filtro de combustível para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Especificação;
ABNT NBR 11895 – Redutor-vaporizador para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Especificação;
ABNT NBR 11896 – Válvula solenoide para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Especificação;
ABNT NBR 11897 – Dosador de combustível para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras;
ABNT NBR 12146 – Alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação da estanqueidade e funcionamento;
ABNT NBR 12147- Empilhadeiras – Filtro de combustível para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo – Método para verificação da estanqueidade;
ABNT NBR 12148 – Redutor-vaporizador para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação da estanqueidade;
ABNT NBR 12149 – Redutor-vaporizador para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação do funcionamento – Método de ensaio;
ABNT NBR 12150 – Válvula solenoide para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de pétroleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação da estanqueidade do corpo da válvula – Método de ensaio;
ABNT NBR 12151 – Válvula solenoide para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de pétroleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação do funcionamento – Método de ensaio;
ABNT NBR 12152 – Dosador de combustível para alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação da estanqueidade;
ABNT NBR 12153 – Dosador de combustível para a alimentação de motores alternativos de combustão interna por gás liquefeito de petróleo, para uso exclusivo em empilhadeiras – Verificação; do funcionamento – Método de ensaio;
ABNT NBR 13365 – Recipientes transportáveis de aço para 16 kg e 20 kg de gás liquefeito de petróleo, para uso em empilhadeiras e equipamentos similares – Requisitos;
ABNT NBR 13523 – Central de gás liquefeito de petróleo – GLP;
NR-06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;
NR-11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais;
NR-12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;

ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso.

 

Carga Horária

Curso Capacitação Manutenção Preventiva,Corretiva e Preditiva de Empilhadeira Elétrica ou a Combustão

Nível Avançado:
Carga horária mínima = 80 horas/aula

Nível Básico:
Carga horária mínima = 40 horas/aula

Atualização (Reciclagem)
Carga horária mínima = 16  horas/aula

Atualização (Reciclagem): É recomendável anualmente ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Certificado: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 80% (teórico e prático).

Rescue Cursos

Nossos Cursos são completos e dinâmicos

Reproduzir vídeo

Saiba mais: Curso Capacitação Manutenção Preventiva,Corretiva e Preditiva de Empilhadeira Elétrica ou a Combustão
Na prática, as atividades de manutenção de uma organização consistem em uma combinação de três abordagens básicas para cuidar de suas instalações físicas. Estas são: trabalhar até quebrar ou manutenção corretiva (TAQ), manutenção preventiva (MP) e manutenção preventiva ( MPD). (Slack et al. 2002)
Kelly e Harris (1980) abordam que as organizações industriais existem em função do lucro, utilizando equipamentos e mão-de-obra para transformar materiais em produtos acabados. Desta forma, relacionam manutenção com rentabilidade já que, exerce influência direta na capacidade de produção e no custo operacional dos equipamentos. Neste sentido, Xenos (2004), explica que todos os equipamentos  possuem um desgaste natural pelo seu uso e que com a finalidade de evitar a degradação destes e das demais instalações das empresas é que existem as atividades de
manutenção.
Igualmente, Branco Filho (2010) enfatiza que os custos em torno de um departamento de manutenção devem ser gerenciados para que seja o mínimo necessário e suficiente.
Dados esses fatos, a manutenção dos sistemas de uma empresa esta correlacionado diretamente com as margens de lucro e imagem da mesma. Programas de manutenção bem definidos, hoje são bases para o uma maior confiabilidade dos produtos, gerando menor custo de reparo e influenciando os lucros da empresa.
Manutenção é o termo utilizado para abordar a forma pela qual as organizações tentam evitar as falhas cuidando de suas instalações físicas. É uma parte importante da maioria das atividades de produção, especificamente aquelas cujas instalações físicas tem por papel fundamental na produção de seus bens de serviço. Em operações com centrais elétricas, hotéis, companhias aéreas e refinarias petroquímicas, as atividades de manutenção serão responsáveis por parte significativa do tempo e da atenção da gerência de produção.

Esse capítulo aborda aspectos sobre a manutenção de equipamentos tais como benefícios, abordagem básicas, TPM entre outros e tem por objetivo fornecer subsídios para o desenvolvimento.desse trabalho.

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos