Curso Encapsuladora

Curso Encapsuladora
Foto Ilustrativa

Curso Encapsuladora

Nome Técnico: Curso Capacitação NR-12 Segurança na Operação de Encapsuladora

Referência: 65062

Ministramos Cursos e Treinamentos em Idioma Técnico: Português, Inglês, Espanhol, Alemão, Híndi, Mandarim, Cantonês, Japonês, entre outros.

Curso Encapsuladora
O Curso Encapsuladora tem por intuito preparar os participantes para desenvolver atividades ocupacionais de operação de máquina encapsuladora, a fim de instruí-los a respeito dos procedimentos de segurança para evitar acidentes ou outros imprevistos.

O que é Encapsuladora?
Equipamento de uso principal na indústria farmacêutica, responsável por colocar em capsulas fechadas determinado conteúdo, em sua maioria destinado ao consumo para tratamentos médicos. Possui variações de modelos e tipos, e a capacitação por parte dos operadores se vê necessária para evitar mal-uso ou a ocorrência de acidentes.

Escolha Seu Plano

100% Presencial

16 Horas - Com Experiência

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Semipresencial/Reciclagem

08hs EAD / 08hs Presenciais

Nossa Sede ou In Company DDD 11

Outros Locais Consultar

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

EAD (Ensino a Distância)

16 Horas - Com Experiência

Totalmente Online

Imperdível!

R$ 
Consultar

Por Pessoa/Turma (PagSeguro)

Preços Especiais

para Empresas/Turmas

Consulte

Conteúdo Programático

Curso Encapsuladora

Conscientização da Importância do Manual de Instrução de Operação do Equipamento;
Segurança com máquinas encapsuladoras;
Prevenção de acidentes;
Equipamentos de Proteção;
EPIs e EPCs;
Noções de segurança para atividades em laboratórios;
Noção de operação da máquina encapsuladora;
Acessórios e periféricos;
Identificação dos componentes;
Ordem Numérica para Montagem de Bandejas;
Base da encapsuladora;
Placa “porco espinho”;
Bandeja para espalhar o pó;
Réguas laterais e de altura;
Réguas laterais;
Divisor de campo;
Socador;
Alimentação de capsulas do equipamento;
Enchimento, Fechamento e encapsulamento;
Procedimentos de limpeza e manutenção do equipamento;
Prevenção de acidentes;
Exercícios práticos;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Fator medo;
Consequências da Habituação do risco;
Noções sobre Árvore de Causas;
Noções sobre Árvore de Falhas;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de posto de trabalho;
Registro das Evidências;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação.
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
NR-12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;
NR-17 – Ergonomia;
ABNT NBR ISO 12100 – Segurança de máquinas — Princípios gerais de projeto — Apreciação e redução de riscos;
ABNT NBR 13759 – Segurança de máquinas – Equipamentos de parada de emergência – Aspectos funcionais – Princípios para projeto;
ABNT NBR ISO/CIE 8995 – Iluminação de ambientes de trabalho;
Protocolo 2015 Guidelines American Heart Association;
Protocolo 2017 – Atualizações Específicas nas Diretrizes 2017 American Heart Association p/ Suporte Básico de Vida em Pediatria/Adultos e Qualidade de Ressuscitação Cardiopulmonar.
Portaria GM N.2048 – Política Nacional de Atenção as Urgências;
OIT 161 – Serviços de Saúde do Trabalho;
ISO 10015 – Gestão da qualidade – Diretrizes para treinamento;
ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
ISO 56002 – Innovation management — Innovation management system.

Atenção:
EAD (Ensino a Distância), Semipresencial
O Certificado EAD também conhecido como Online, conforme LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996. pode ser utilizado para:
Atividades Complementares;
Avaliações de empresas;
Concursos Públicos;
Extensão universitária;
Horas extracurriculares;
Melhora nas chances de obter  emprego;
Processos de recrutamento;
Promoções internas;
Provas de Títulos;
Seleções de doutorado;
Seleções de Mestrado;
Entras outras oportunidades.
Base Legal – Norma Técnica 54 Ministério do Trabalho
RESPONSABILIDADES – Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implementação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação. É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EAD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica.veja na íntegra Nota Técnica 54 do Ministério do Trabalho MT Clique Aqui

Carga Horária

Curso Encapsuladora

Participantes sem experiência:
Carga horária mínima = 40 horas/aula

Participantes com experiência:
Carga horária mínima = 16 horas/aula

Atualização (Reciclagem):
Carga horária mínima = 08 horas/aula

Atualização (Reciclagem): O empregador deve realizar treinamento periódico Anualmente e sempre que ocorrer quaisquer das seguintes situações:
a) mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;
b) evento que indique a necessidade de novo treinamento;
c) retorno de afastamento ao trabalho por período superior a noventa dias;
d) mudança de empresa;
e) Troca de máquina ou equipamento.

Certificado: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Critérios dos Certificados da Capacitação ou Atualização:
Nossos certificados são numerados e emitidos de acordo com as Normas Regulamentadoras e dispositivos aplicáveis:
Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica);
Nome completo do funcionário e documento de identidade;
Conteúdo programático;
Carga horária; Cidade, local e data de realização do treinamento;
Nome, identificação, assinatura e qualificação do(s) instrutor(es);
Nome, identificação e assinatura do responsável técnico pela capacitação;
Nome e qualificação do nosso Profissional Habilitado;
Especificação do tipo de trabalho;
Espaço para assinatura do treinando;
Informação no Certificado que os participantes receberam DVD contendo material didático (Apostila, Vídeos, Normas etc.) apresentado no treinamento.
Evidências do Treinamento: Vídeo editado, fotos, documentações digitalizadas, melhoria contínua, parecer do instrutor: Consultar valores.

Rescue Cursos

Nossos Cursos são completos e dinâmicos

Reproduzir vídeo

Saiba Mais: Curso Encapsuladora:

A indústria farmacêutica é uma das mais importantes para a nossa sociedade atual, porém poucas pessoas sabem como os remédios são colocados em suas capsulas. O processo de envasamento de cápsulas é um dos mais importantes para a indústria farmacêutica, os profissionais que trabalham nessas linhas de produção fazem uso de diversos tipos de equipamentos que conseguem trazer maior agilidade. Um deles é a encapsuladora manual, ideal para aqueles que desejam otimizar a linha de produção, utilizando um equipamento extremamente prático.
Capacidade alta de produção com capacidade para selar cerca de 1200 capsulas hora;
Pode ser manuseada de forma simples e eficaz;
Os discos da encapsuladora manual se encaixam facilmente, proporcionando maior agilidade e rapidez.
O filtro do pó deste equipamento fica na parte de baixo do mesmo, facilitando a higienização do mesmo, quando necessário.
Regulagem da placa passa pó em relação a altura das cápsulas:
Deixando somente a base da encapsuladora, a placa porco espinho e a bandeja para espalhar o pó, colocamos uma cápsula sem tampa em cada extremidade da bandeja e posteriormente ajustamos os reguladores de níveis, para direita (sobe) ou para esquerda (desce) o que for necessário para que o corpo da cápsula fique paralelo a bandeja permitindo assim que a espátula passe sem pegar na cápsula.
Utilizando o alimentador de cápsulas:
Coloque uma quantidade qualquer de cápsulas e com movimentos leves para frente e para traz faça com que as cápsulas se acomodem nas lacunas, feito isso retirs o excesso e coloqueas na posição a da placa (peça nº 02), pressionando uma mola localizada no lado esquerdo as cápsulas cairão todas com as tampas para cima nos buracos da placa nº 02, repita novamente colocando agora na posição b da placa nº 02. Após o uso retirar o alimentador.
Colocar a placa sobre as cápsulas, segurando com a mão esquerda/direita as placas e com a mão direita/esquerda a alça do separador de cápsulas faça três movimentos sendo eles:
A – puxar e manter puxado para prender o corpo das cápsulas com a mão direita/esquerda
B – levantar a mão direita/esquerda apenas o necessário para separar o corpo da tampa e soltar o puxador para que o corpo da cápsula caia nos furos da placa
C – abaixar a mão direita/esquerda
Repita esses movimentos até a abertura total das cápsulas (notará que o puxador ficará mais leve). As tampas das cápsulas ficarão na placa sob a placa. Retirar as placas segurando as duas juntas para evitar que as tampas caiam e o separador de cápsulas espalhar o pó com a espátula podendo utilizar o socador de 120 pinos para compactar o pó nas cápsulas colocando as placas sobre a placa e colocando os dedos embaixo da placa porco espinho, devemos segurar as placas todas juntas apertamos uma ou duas vezes suavemente. Este processo vai apenas fechar as cápsulas e não travar. Para travá-las basta tirar as placas do equipamento e colocando sobre a bancada e com a palma das mãos pressiona-se a placa até sentir que as cápsulas estão travadas (para sentir que estão travadas perceberemos um leve desnível)
A limpeza poderá ser efetuada com água e sabão neutro, solução de água e cloro (30 ml de cloro para cada litro de água), álcool 70º , etc… Podem ser secadas em estufa até 40º, benefício este que se deve ao fato de nossas encapsuladoras serem confeccionadas com exclusivo acrílico importado especial que não mancha e não absorve resíduos. A placas a serem limpas entre uma fórmula e outra ou após o uso são:
Bandeja para espalhar o pó, espátula, socador de 120 pinos, a placa porco espinho caso caia pó poderá passar um pincel entre os pinos.

Fonte: Tepron

12.138 A capacitação deve:
a) ocorrer antes que o trabalhador assuma a sua função;
b) ser realizada sem ônus para o trabalhador; (Alterada pela Portaria MTE n.º 857, de 25/06/2015)
c) ter carga horária mínima que garanta aos trabalhadores executarem suas atividades com segurança, sendo distribuída em no máximo oito horas diárias e realizada durante o horário normal de trabalho;
d) ter conteúdo programático conforme o estabelecido no Anexo II desta Norma; e
e) ser ministrada por trabalhadores ou profissionais qualificados para este fim, com supervisão de profissional legalmente habilitado que se responsabilizará pela adequação do conteúdo, forma, carga horária, qualificação dos instrutores e avaliação dos capacitados.

12.139 O material didático escrito ou audiovisual utilizado no treinamento e o fornecido aos participantes, devem ser produzidos em linguagem adequada aos trabalhadores, e ser mantidos à disposição da fiscalização, assim como a lista de presença dos participantes ou certificado, currículo dos ministrantes e avaliação dos capacitados.

12.147.1 O curso de capacitação deve ser específico para o tipo máquina em que o operador irá exercer suas funções e atender ao seguinte conteúdo programático:
a) histórico da regulamentação de segurança sobre a máquina especificada;
b) descrição e funcionamento;
c) riscos na operação;
d) principais áreas de perigo;
e) medidas e dispositivos de segurança para evitar acidentes;
f) proteções – portas, e distâncias de segurança;
g) exigências mínimas de segurança previstas nesta Norma e na NR 10;
h) medidas de segurança para injetoras elétricas e hidráulicas de comando manual; e
i) demonstração prática dos perigos e dispositivos de segurança.

Fonte: NR-12

Curso Encapsuladora: Consulte-nos.

Atualize seu conhecimento!

Os Melhores Cursos e Treinamentos