Laudo de Ruído NR 15 e NBR 10151:2003

      Nenhum comentário em Laudo de Ruído NR 15 e NBR 10151:2003

Laudo de Ruído NBR 10151:2003

Primeiramente vamos esclarecer os tipos de Laudo de Ruído:
Laudo de Ruído Ocupacional  em atendimento NR 15 do M.T.E.
Laudo de Ruído Ambiental  em atendimento  Norma ABNT  NBR 10151:2003

Objetivo: Quantificar o nível de pressão sonora no ambiente de trabalho, com a finalidade de estabelecer medidas de atenuação do mesmo.

Escopo:  Laudo de Avaliação de Ruído Ambiental  NBR 10151:2003
Atendendo as conformidades da  NBR 10151:2003 – Avaliação do Ruído em Áreas Habitadas, Visando o Conforto da Comunidade.

Procedimentos: O processo de emissão do laudo transcorre nas seguintes etapas :

laudo de Ruído

Laudo de Ruído NBR 10151

1- Tópicos Essenciais dos Laudo de Ruído  NBR 10151
Descrição do imóvel com classificação do seu estado de conservação em relação a:
Tipologia ;
Utilização;
Idade;
Padrão construtivo;
Detalhamento do Acabamento existente;

2 – Principais Características do Laudo de Ruído  NBR 10151
Critério adotado;
Instrumental utilizado;
Metodologia de avaliação;
Descrição das condições de trabalho e o tempo de exposição aos ruídos;
Resultado da avaliação quantitativa;
Medidas para eliminação e/ou neutralização da insalubridade, quando houver;
Insalubridade, quando constatada, indicar o grau de risco;
3 – DIAGNÓSTICO E GRAU DE RISCO:
TRABALHO LEVE / GRAU DE RISCO : BAIXO
TRABALHO MODERADO / GRAU DE RISCO : MÉDIO
TRABALHO PESADO / GRAU DE RISCO : ALTO
Emissão de ART – PH  Engenheiro de Segurança do Trabalho; Certificação dos equipamentos utilizados.
Obs. Será emitido Laudo Técnico por Profissionais Habilitados Perito e Eng.º Seg. do Trabalho com ART. Os Equipamentos utilizados possuem Atestado de Aferição vigente.

Validade do Laudo: É recomendável renovação anual ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização do Laudo.

Saiba mais sobre o Laudo de Ruído NR 15 e NBR 10151:
NR 15NORMA REGULAMENTADORA 15 – ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES
ANEXO N.º 2
LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDOS DE IMPACTO
Entende-se por ruído de impacto aquele que apresenta picos de energia acústica de duração inferior a 1 (um) segundo, a intervalos superiores a 1 (um) segundo.

Os níveis de impacto deverão ser avaliados em decibéis (dB), com medidor de nível de pressão sonora operando no circuito linear e circuito de resposta para impacto. As leituras devem ser feitas próximas ao ouvido do trabalhador. O limite de tolerância para ruído de impacto será de 130dB (linear). Nos intervalos entre os picos, o ruído existente deverá ser avaliado como ruído contínuo.
Em caso de não se dispor de medidor do nível de pressão sonora com circuito de resposta para impacto, será válida a leitura feita no circuito de resposta rápida (FAST) e circuito de compensação “C”. Neste caso, o limite de tolerância será de 120 dB(C).
As atividades ou operações que exponham os trabalhadores, sem proteção adequada, a níveis de ruído de impacto superiores a 140 dB(LINEAR), medidos no circuito de resposta para impacto, ou superiores a 130 dB(C), medidos no circuito de resposta rápida (FAST), oferecerão risco grave e iminente.
Laudo de Ruído NR 15 e NBR 10151:2003: Consulte-nos.