Inspeção de Bomba de Incêndio

      Comentários desativados em Inspeção de Bomba de Incêndio

Relatório de Inspeção de Bomba de Incêndio

O objetivo do Relatório de Inspeção de Bomba de Incêndio é efetuar a verificação completa das Bombas de Incêndio que compõem o sistema de bombeamento contra incêndios para determinar as atuais condições, possíveis manutenções necessárias e documentar o resultado dos testes e verificações realizados, a fim de assegurar que a Brigada de Emergência contra Incêndio encontre a Bomba de Incêndio em perfeita condição de funcionamento caso haja a necessidade em uma emergência, garantindo a segurança de todos os colaboradores da empresa.

Inspeção de Bomba de Incêndio

Inspeção de Bomba de Incêndio

Escopo do Serviço:
Serão  apuradas todas as características técnicas  da bomba de incêndio como vazão, pressão, rendimento e seguida de um Relatório Técnico detalhado com ART.
Inspeção Visual;
Verificação de Funcionamento;
Teste de Performance;
Verificação de Vazão;
Verificação de Pressão;
Verificação da Instalação Elétrica;
Teste de Botoeira;

Validade do Laudo: É recomendável renovação anual ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização do Laudo.

Saiba mais sobre  Inspeção de Bomba de Incêndio:
O que é Bomba de Incêndio?
A bomba de incêndio é um equipamento utilizado para bombear água com vazão elevada para edificações comerciais, residenciais e industriais, para atendimento às necessidades de projeto. Existem vários tipos de bombas de Incêndio, podendo ter diferente vazão e pressão, capacidade, ser trifásica ou monofásica, ter tipo de conexão na sução e recalque, etc.

NR 23 – Proteção Contra Incêndios
23.1 Todos os empregadores devem adotar medidas de prevenção de incêndios, em conformidade com a legislação estadual e as normas técnicas aplicáveis.
23.1.1 O empregador deve providenciar para todos os trabalhadores informações sobre:
a) utilização dos equipamentos de combate ao incêndio;
b) procedimentos para evacuação dos locais de trabalho com segurança;
c) dispositivos de alarme existentes.
23.2 Os locais de trabalho deverão dispor de saídas, em número suficiente e dispostas de modo que aqueles que se encontrem nesses locais possam abandoná-los com rapidez e segurança, em caso de emergência.
23.3 As aberturas, saídas e vias de passagem devem ser claramente assinaladas por meio de placas ou sinais luminosos, indicando a direção da saída.
23.4 Nenhuma saída de emergência deverá ser fechada à chave ou presa durante a jornada de trabalho.
23.5 As saídas de emergência podem ser equipadas com dispositivos de travamento que permitam fácil abertura do interior do estabelecimento.