Gestão Saúde do Trabalho – Primeiros Socorros

Gestão Saúde do Trabalho – Primeiros Socorros

Cursos e Treinamentos de Primeiros Socorros  em conformidade com o Protocolo Samu 192 Emergências Clínicas SUPORTE BÁSICO DE VIDA e Protocolo 2015 – American Heart Association e suas atualizações.

Curso Primeiros Socorros Nível 1

Curso Primeiros Socorros Nível 1

Curso Primeiros Socorros – Nível 01

O curso tem duração de 08 horas/aula e aborda conteúdos e práticas básicas relativas a conceitos, técnicas e procedimentos em atendimento emergencial de primeiros socorros às vitimas.

 

 

Treinamento Primeiros Socorros Nível 2

Curso Primeiros Socorros Nível 2

Curso Primeiros Socorros – Nível 02

O curso aborda conteúdos, conceitos,  práticas básicas e técnicas de procedimentos referentes ao atendimento de primeiros socorros, análise primária e secundária.

 

 

Curso Primeiros Socorros Nivel 03

Curso Primeiros Socorros Nivel 03

Curso Primeiros Socorros – Nível 03

Este curso aborda conteúdos e práticas avançadas relativos a conceitos, técnicas e procedimentos referentes ao resgate, avaliação de vítimas.

 

 

Curso Primeiros Socorros Pediátrico

Curso Primeiros Socorros Pediátrico

Curso Primeiros Socorros Pediátrico

A melhor maneira para evitar acidentes é a prevenção, é comum a criança colocar-se em situação de perigo,  sua curiosidade e a própria necessidade de aprendizado acabam colocando-a em risco.

 

 

 

Curso Socorrista - A.P.H. - Pronto Socorrista

Curso Socorrista – A.P.H. – Pronto Socorrista

Curso Socorrista – A.P.H. – Pronto Socorrista

O Curso A.P.H. – Atendimento Pré Hospitalar (Formação Pronto Socorrista) e Manuseio do D.E.A. (Desfibrilador Externo Automático)  aborda todos os aspectos relacionados ao atendimento emergencial de primeiros socorros.

 

 

Curso DEA - Desfibrilador Externo Automático

Curso DEA – Desfibrilador Externo Automático

Curso DEA – Desfibrilador Externo Automático

O curso aborda noções básicas de primeiros socorros, emergência clínica,  Identificação da Emergência, como manusear e utilizar o D.E.A. (Desfibrilador Externo Automático).

 

 

 

Curso Salvamento Terrrestre

Curso Salvamento Terrrestre

Treinamento de Salvamento Terrestre

O curso visa habilitar os participantes  para efetuarem o resgate e pronto atendimento a vitimas de acidentes, traumas, etc, em diversas situações.

 

 

 

Curso Condutor de Ambulância

Curso Condutor de Ambulância

Curso Condutor de Ambulância

O objetivo do curso é melhorar as condições de segurança na condução de ambulâncias em situações de risco; de acidentes e no transporte de vítimas. Estratégias de condução defensiva; diferentes técnicas de condução para diminuição de riscos e acidentes.

 

 

Curso de Primeiros Socorros e DEA

Treinamento de Primeiros Socorros e DEA

Treinamento de Primeiros Socorros e DEA

O Treinamento visa  proporcionar  aos participantes orientações de como proceder em casos de situações de urgência e emergência clínica, principalmente no apoio a Parada cardiorrespiratória (PCR) com manuseio adequado do Desfibrilador Externo Automático (D.E.A) Visando o estímulo, a sistematização e a prevenção dos casos clínicos graves, sensibilizando a equipe na manutenção da qualidade e unir esforços para “ salvar a vida”, na sua plenitude e função em detrimento de sequelas neurológicas irreversíveis.

 

Requisitos para ser Instrutor em Primeiros Socorros:
Em conformidade com a Portaria Nº CCB 008/600/14 – Secretaria de Estado Dos Negócios da Segurança Pública Polícia Militar do Estado de São Paulo Corpo de Bombeiros.
Nível escolar igual ou superior ao ensino médio
Formação em primeiros socorros com carga horária mínima de 240h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado primeiros socorros para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil.
Formação em técnicas de ensino com carga horária mínima de 40h em instituição de ensino nacional ou estrangeira.
Saiba mais sobre  Primeiros Socorros
DIREITOS DO PACIENTE:

Como Socorrista, você não deve comentar os detalhes do atendimento de um paciente com seus amigos, familiares ou pessoas da comunidade (incluindo imprensa ou outros órgãos de comunicação).
Você não deverá fornecer a identificação do paciente a pessoas que delas não tenha o dever de ter o conhecimento; ao comentar sobre o acidente, não deverá repetir o que foi dito pelo paciente ou descrever um comportamento inadequado ou qualquer aspecto da aparência pessoal. Ao cometer esta falta você transgredirá a privacidade do paciente, quebrando o sigilo
A necessidade do sigilo não se aplica quando você é questionado pelos policiais civis ou militares presentes no local, pessoal do Resgate do Corpo de Bombeiros ou do Serviço de Atendimento Médico às Urgências, pelo médico responsável pelo atendimento do paciente no hospital ou, também ao testemunhar em tribunal de justiça. Poderá ser solicitado que você relate as informações obtidas junto ao paciente e  aos acompanhantes.
BIO SEGURANÇA
Como primeira preocupação numa cena de emergência atente exclusivamente para a segurança.

Estabeleça como prioridade a sua segurança pessoal. O desejo de ajudar as pessoas que têm necessidade de atendimento pode favorecer o esquecimento dos riscos no local.  Em seguida, atente para a segurança do local da ocorrência e para a segurança da próprio paciente.
Tenha a certeza de que está em segurança, ao aproximar-se do paciente, e que permanecerá em segurança, enquanto presta o atendimento.
Parte das preocupações do Socorrista com a sua segurança pessoal está relacionada com a própria proteção contra as doenças infecciosas.

Evite, quando estiver avaliando ou prestando atendimento ao pacientes contato direto com o sangue do paciente e outros fluídos corpóreos, tais como vômitos, fezes, urina, suor, etc.
Utilize para a sua proteção pessoal:
Luvas apropriadas de vinil ou de látex;

Máscara facial de bolso, com válvula e filtro para os procedimentos de ventilação artificial ou outro tipo de máscara que impeça o contato com microrganismos veiculados pela respiração do paciente;
Óculos protetores, para evitar o contato nos olhos com respingos de fluidos corporais, durante certos procedimentos;
Aventais e máscaras faciais descartáveis são outros itens importantes na proteção individual em determinadas ocasiões.
AVALIAÇÃO DA CENA DE EMERGÊNCIA
A Avaliação da Cena de Emergência é o estudo rápido dos diferentes fatores relacionados à ocorrência e indispensável para a tomada de decisão. Deve ser constante e não apenas no primeiro momento, pois os fatores podem alterar-se com facilidade e rapidez.

TRÊS PASSOS PARA AVALIAR UMA CENA:
Qual é a situação atual? (estado atual das coisas):

Identifique a situação em si. O que está ocorrendo, e o que você está vendo?
Para onde vai? (riscos potenciais):
Análise a potencialidade do evento, ou seja, como a situação pode evoluir. Combustível derramado que pode explodir, fio energizado que pode eletrocutar alguém, fogo que pode alastrar-se, veículo que pode rolar um barranco, etc.