Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos

      Nenhum comentário em Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos

Curso  Manuseio e Uso de Produtos Químicos Perigosos

O Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos aborda conteúdos e práticas relativos às operações e aos procedimentos referentes a produtos químicos, o que inclui recebimento, contato, armazenamento, transferência, manuseio e descarte, com foco no desenvolvimento da identificação, análise e classificação dos riscos e práticas de segurança, bem como inspeção e utilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) e equipamentos de proteção coletiva (EPCs).

Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos

Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos

Objetivo: Ao final da capacitação, o profissional deverá: Compreender os benefícios individuais e coletivos da prevenção de acidentes com aplicação de procedimentos de segurança; Desenvolver a percepção de riscos para executar com segurança o planejamento e a execução de atividades envolvendo manuseio, transporte e armazenamento de produtos químicos; Identificar, analisar e classificar riscos, aplicando as medidas de prevenção relativas a produtos químicos no que se refere ao recebimento, contato, armazenamento, à transferência, ao manuseio e descarte; aperfeiçoar as práticas de segurança dos profissionais em atividades com produtos químicos.

 

 

Conteúdo Programático:  Curso Manuseio e Uso de Produtos Químicos  Perigosos:
1. Conceitos gerais relacionados com produtos químicos perigosos
Classes e toxicidade de produtos químicos
Riscos associados a cada classe
2. Reconhecimento e controle dos riscos
Manuseio e uso
Armazenamento
Transporte
Transferência
Descarte
3. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos – FISPQ (ABNT NBR 14725)
4. Situações e fichas de emergências
5. Plano de Emergência da Empresa (PAE)
6. Regras para aquisição de produtos químicos
7. Conceitos e práticas sobre equipamentos de segurança:
Tipos de equipamento de segurança
EPI e EPC
Funcionamento e Inspeção dos equipamentos de segurança
Noções Pictogramas  GHS
Legislações: NR 36, NR 18, NR 16, NR 15, NR 23 entre outras.

Nome Técnico do Curso: Manuseio e  Uso de Produtos Químicos Perigosos

Carga Horária:  Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos:
Capacitação para Atividades de manipulação constante  próximo aos riscos ou resíduos = 16 horas/aula
Capacitação para Atividades e contatos esporádicos = 08 horas/aula
Atualização(Reciclagem)  – Carga horária  mínima = 08 horas/aula

CERTIFICAÇÃO: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o  aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem): É recomendável anualmente ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Clique no vídeo para assistir treinamento Uso e Manuseio de Produtos Químicos Perigosos.

Saiba mais sobre Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
SEGURANÇA – Sinalização
O fluxo de saída e circulação de pessoal deve estar sinalizado de acordo a NR26, do MTE (16).
O Mapa de Risco do laboratório deve ser elaborado de acordo com o anexo IV, da NR-5, do MTE, regulamentado pela Portaria nº. 25, de 29 de dezembro de 1994 (17) e ser fixado no local de trabalho para dar conhecimento dos riscos envolvidos no local.
A sinalização é uma das primeiras ações a serem desenvolvidas pelos responsáveis. Quando envolver risco biológico o emblema internacional indicando o risco biológico deve estar afixado nas portas de acesso aos laboratórios para restringir o acesso ao laboratório e inibir a entrada de pessoas que não tenham relação direta com o trabalho ali desenvolvido.
Os laboratórios químicos devem seguir as normas de sinalização por cores, que servem para identificação de equipamentos de segurança, delimitação de áreas de risco e canalizações empregadas para a condução de líquidos e gases.
Sempre que for necessária a identificação por cores, esta deve ser acompanhada por sinais convencionais ou palavras.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
Sinalização de Segurança Sinais de Aviso
Os sinais de aviso devem possuir as seguintes características intrínsecas:
Forma triangular;
Pictograma negro sobre fundo amarelo, margem negra /a cor amarela deve cobrir pelo menos 50% da superfície da placa).
Substâncias inflamáveis ou alta temperatura
Deverão sinalizar-se os locais onde são utilizadas as substâncias inflamáveis, os acessos, os armazéns e os armários onde estão  colocadas. Por não haver sinalização específica, o sinal é também utilizado para materiais a alta temperatura.
Substâncias explosivas
Os locais e seus acessos onde se armazenam ou se manuseiam substâncias ou misturas explosivas devem ser sinalizados.
Nomeadamente nas carpintarias, devido ao pó da madeira das máquinas lixadoras, nas industrias de plástico, de tinta e de papel, por causa dos solventes, e nos têxteis devido à
impermeabilização com óleo.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
Substâncias tóxicas
As intoxicações por inalação, ingestão ou absorção cutânea de produtos químicos perigosos podem ter conseqüências graves para a saúde, sendo portanto necessário prevenir tais riscos.
Particularmente as zonas de trabalho onde existam trabalhadores expostos a concentrações de chumbo no ar ou monômero de cloreto de vinil, iguais ou superiores ao nível de ação, devem ser sinalizadas com este sinal de perigo.
Substâncias corrosivas
Trata-se de substâncias ou preparações que podem exercer uma ação destrutiva sobre os tecidos vivos, figurando nesta categoria, entre outros, os ácidos e as bases. Devem também ser colocados nas portas de acesso aos locais de trabalho onde estas substâncias são utilizadas.
Substâncias radioativas.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
As fontes de radiações ionizantes (raios X e gama), bem como as zonas controladas e vigiadas onde existe a probabilidade de se ultrapassarem determinados limites de dose para os trabalhadores profissionalmente expostos, devem ser corretamente sinalizadas. Como a ação nociva das radiações ionizantes sobre o indivíduo, vítima de exposição ou contaminação, não provoca de imediato efeitos biológicos perceptíveis, reveste-se de especial importância a sinalização de segurança que deverá alertar, de forma bem visível.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
Monografia Higiene e Segurança
Cargas suspensas
Sempre que exista risco de queda de materiais, deverá utilizar se o presente sinal. No caso de gruas de funcionamento programado, não basta delimitar as zonas de operações. Nestes
trabalhos, como não existe uma pessoa a comandar os movimentos, devem ser tomadas precauções impedindo o acesso a essas zonas. Deverá também ser utilizado noutros locais onde funcionam cadeias sem-fim de transporte de peças, nomeadamente na construção civil, matadouros e indústria automóvel.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos:
Veículos de movimentação de cargas
Embora o símbolo deste sinal represente um carro transportador com condutor, deverá aplicar-se a todos os veículos utilizados, com ou sem motor, sendo certo que os maiores riscos derivam dos motorizados. Será utilizado prioritariamente nos cruzamentos das vias onde estes carros se movimentam ou onde a visibilidade é reduzida.
Recomenda-se também o uso em certas empresas que utilizam veículos sem condutor, embora possuindo dispositivos suplementares de segurança como paragem frente a obstáculos.
Perigo de eletrocussão
Deverá ser afixado nos locais onde existam fatores de risco para os trabalhadores, por contato direto com a energia elétrica.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
Perigos vários
Sempre que não exista sinalização mais adequada à situação de perigo deverá afixar-se este sinal.
Geralmente é utilizado com uma placa adicional assinalando o perigo, salvo se este for evidente.
Raios laser
As fontes de emissão de raios laser deverão ser devidamente sinalizadas. Assim, este sinal deverá ser afixado nos locais e seus acessos onde as radiações laser são utilizadas, nomeadamente em unidades de saúde e de tecnologias da Monografia Higiene e Segurança.
informação, na metalmecânica e nos trabalhos de lapidação de vidros e diamantes.
Substâncias comburentes
Nos locais de trabalho onde existam ou se utilizem substâncias comburentes, deverá colocar-se este sinal. Os comburentes, quando em contacto com outras substâncias, em especial as inflamáveis, produzem reações altamente exotérmicas, podendo desencadear incêndios. São exemplos destas substâncias os peróxidos orgânicos.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos
Radiações não ionizantes.
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos:
As radiações não ionizantes referem-se às regiões do espectro eletromagnético designadas como bandas infravermelhas, visível e ultravioleta. Em qualquer local onde existam radiações deste tipo, suficientes para constituir um perigo potencial, deverão instalar-se avisos de precaução, de modo especial quando se emite energia radiante invisível procedente de processos industriais, como sejam as operações de soldadura.
Forte campo magnético
Este sinal deve colocar-se nos locais de trabalho sujeitos a fortes campos magnéticos, particularmente nas centrais geradoras de energia elétrica, centros de pesquisa de energia nuclear, bem como subestações e postos de transformação de potência elevada.
Fonte (Normas de Armazenamento de Produtos Químicos).
Curso Uso de Produtos Químicos Perigosos: Consulte-nos.