Curso Operador de Motocoveador NR 12 e NR 31

      Comentários desativados em Curso Operador de Motocoveador NR 12 e NR 31

Curso Operador de Motocoveador (Perfurador de Solo) NR 12 e NR 31

O Objetivo do Curso NR 12 e NR 31 Operador de Motocoveador (Perfurador de Solo) visa capacitar o colaborador mostrando na teoria e na prática como utilizar a máquina de maneira eficiente e segura, ensinando técnicas de correto manuseio e visando a Segurança e Saúde de todos os envolvidos nos trabalhos.

Curso Motocoveador NR 12 e NR 31

Curso Operador Motocoveador NR 12 e NR 31

Conteúdo programático:
Conscientização sobre a importância do Manual de Instruções do equipamento;
Apresentação da máquina;
Componentes da máquina;
Avaliação e controle de riscos;
Riscos Ergonômicos;
Planejamento dos Métodos;
Preparação/Segurança na operação;
EPI (Equipamento de Proteção Individual) e EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) Procedimentos seguros e medidas;
Legislação aplicada a operadores de Motocoveador (NR 12 e NR 31);
Legislação de Segurança do Trabalho;
Abastecimento;
Noções sobre manutenção e conservação;
Noções sobre meio ambiente;
Noções sobre primeiros socorros;
Prática operacional com segurança;
Segurança no trabalho;
Técnicas operacionais;
Trabalho a céu aberto;
Uso de ferramentas manuais;
Referencias Normativas: NR 12, NR 31, NR 06, NR 17, NR 26

Carga Horária: Curso Operador de Motocoveador (Perfurador de Solo) NR 12 e NR 31
Capacitação participantes com experiência: Carga horária mínima =  08 horas/aula
Atualização (Reciclagem): Carga horária mínima = 08 horas/aula

Certificação: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o  aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem): É recomendável Periodicidade Anual  exceto se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.
NR 31.12.80 Deve ser realizada capacitação para reciclagem do trabalhador sempre que ocorrerem modificações significativas nas instalações e na operação de máquinas e implementos ou troca de métodos, processos e organização do trabalho.
31.12.80.1 O conteúdo programático da reciclagem deve atender às necessidades da situação que a motivou, com carga horária mínima de quatro horas que garanta aos trabalhadores executarem suas atividades com segurança, com respeito ao limite diário da jornada de trabalho.
31.12.81 Os operadores de máquinas e implementos devem ser maiores de dezoito anos, salvo na condição de aprendiz, nos termos da legislação vigente.

Clique no vídeo para assistir:
Treinamento Operador de Motocoveador (Perfurador de Solo) NR 12 e NR 31

Saiba mais sobre  Curso Operador de Motocoveador (Perfurador de Solo) NR 12 e NR 31

NR 31 Capacitação
31.12.74 O empregador rural ou equiparado se responsabilizará pela capacitação dos trabalhadores visando ao manuseio e à operação segura de máquinas e implementos, de forma compatível com suas funções e atividades.
31.12.75 A capacitação deve:
a) ocorrer antes que o trabalhador assuma a função;
b) ser providenciada pelo empregador ou equiparado, sem ônus para o empregado;
c) respeitar o limite diário da jornada de trabalho; e
d) ser ministrada pelo Serviço Especializado em Segurança e Saúde no Trabalho do empregador rural ou equiparado, fabricantes, por órgãos e serviços oficiais de extensão rural, instituições de ensino de nível médio e superior em ciências agrárias, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, entidades sindicais, associações de produtores rurais, associação de profissionais, cooperativas de produção agropecuária ou florestal e profissionais qualificados para este fim, com supervisão de profissional habilitado que se responsabilizará pela adequação  o conteúdo, forma, carga horária, qualificação dos instrutores e avaliação dos discentes.
31.12.76 O programa deve abranger partes teórica e prática, com o seguinte conteúdo mínimo:
a) descrição e identificação dos riscos associados com cada máquina e as proteções específicas contra cada risco;
b) funcionamento das proteções; como e por que devem ser usadas;
c) como, por quem e em que circunstâncias pode ser removida uma proteção;
d) o que fazer se uma proteção é danificada ou perde sua função, deixando de garantir uma segurança adequada;
e) princípios de segurança na utilização da máquina;
f) segurança para riscos mecânicos, elétricos e outros relevantes;
g) procedimento de trabalho seguro;
h) ordem ou permissão de trabalho; e
i) sistema de bloqueio de funcionamento das máquinas e implementos durante a inspeção e manutenção.

Curso Operador de Motocoveador NR 12 e NR 31: Consulte-nos.