Curso de Solda por Eletrodos Revestidos

      Comentários desativados em Curso de Solda por Eletrodos Revestidos

Curso de Solda por Eletrodos Revestidos NR 18

O processo de soldagem por eletrodos revestidos, realizado com um arco elétrico pelo contato do eletrodo com o material a ser soldado, sendo uma das formas mais tradicionais de soldagem.Definição: “Soldagem é o processo de união de materiais usados para obter a coalescência (união) localizada de metais e não metais, produzida por aquecimento até uma temperatura adequada, com ou sem a utilização de pressão e/ou material de adição” (American Welding Society – AWS).

Treinamento Soldagem por Eletrodos Revestidos

Curso Solda por Eletrodos Revestidos

Conteúdo Programático: Curso Soldagem por Eletrodos Revestidos: Conceitos
Conscientização da importância do Manual de Instruções
Noções básicas de Trabalho a quente
A importância dos EPIs  (Equipamento de Proteção Individual)
A importância dos EPCs (Equipamento de Proteção Coletiva)
Segurança na soldagem
Guia para regulagem de parâmetros de soldagem por eletro ER
A importância da limpeza e higiene durante o processo
Soldagem a arco elétrico com eletrodos revestidos
Técnicas básicas de soldagem com Eletrodos revestidos
Armazenagem, tratamento e manuseio
Identificação de Perigos e Análise de Riscos
Conceitos de Perigos e Riscos;
Técnicas de Identificação de Perigos e Análise de Riscos;
APP e APR – Análise Preliminar de Perigos e Análise Preliminar de Riscos.
Permissão para Trabalho – PT;
Medidas de Controle no Local de Trabalho
Inspeção Preliminar
Controle de materiais combustíveis e inflamáveis
Atividades no entorno
Sinalização e Isolamento do Local de Trabalho;
Inspeção Posterior para controle de fontes de ignição
Renovação de Ar no Local de Trabalho (Ventilação/Exaustão);
Ergonomia NR 17
Doenças ocupacionais;
FISPQ.
Base Normativas aos dispositivos aplicáveis: NR 18, NR 12, NR 34, NR 06 e NR 17

Nome técnico do Curso:
Curso NR 18 Segurança na Operação de Solda com Eletrodos Revestidos

Carga Horária: Curso de Solda por Eletrodos Revestidos
Capacitação participantes com pouca experiencia:
Carga horária  mínima =  16 horas
Capacitação participantes experiencia:
Carga horária  mínima =  08 horas
Atualização (Reciclagem)   – Carga horária  mínima = 08 horas/aula

CERTIFICAÇÃO: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem): É recomendável anualmente ou sempre que  ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Saiba mais sobre Curso de Solda por Eletrodos Revestidos:
NR 18.11 Operações de Soldagem e Corte a Quente

18.11.1 As operações de soldagem e corte a quente somente podem ser realizadas por trabalhadores qualificados.
18.11.2 Quando forem executadas operações de soldagem e corte a quente em chumbo, zinco ou materiais revestidos de cádmio, será obrigatória a remoção por ventilação local exaustora dos fumos originados no processo de solda e corte, bem como na utilização de eletrodos revestidos.
18.11.3 O dispositivo usado para manusear eletrodos deve ter isolamento adequado à corrente usada, a fim de se evitar a formação de arco elétrico ou choques no operador.
18.11.4 Nas operações de soldagem e corte a quente, é obrigatória a utilização de anteparo eficaz para a proteção dos trabalhadores circunvizinhos. O material utilizado nesta proteção deve ser do tipo incombustível.
18.11.5 Nas operações de soldagem ou corte a quente de vasilhame, recipiente, tanque ou similar, que envolvam geração de gases confinados ou semiconfinados, é obrigatória a adoção de medidas preventivas adicionais para eliminar riscos de explosão e intoxicação do trabalhador, conforme mencionado no item 18.20 – Locais confinados.
18.11.6 As mangueiras devem possuir mecanismos contra o retrocesso das chamas na saída do cilindro e chegada do maçarico.
18.11.7 É proibida a presença de substâncias inflamáveis e/ou explosivas próximo às garrafas de O2 (oxigênio).
18.11.8 Os equipamentos de soldagem elétrica devem ser aterrados.
18.11.9 Os fios condutores dos equipamentos, as pinças ou os alicates de soldagem devem ser mantidos longe de locais com óleo, graxa ou umidade, e devem ser deixados em descanso sobre superfícies isolantes.
A soldagem a arco elétrico com eletrodo revestido (Shielded Metal Arc Welding – SMAW), também conhecida como soldagem manual a arco elétrico, é o mais largamente empregado dos vários processos de soldagem. A soldagem é realizada com o calor de um arco elétrico mantido entre a extremidade de um eletrodo metálico revestido e a peça de trabalho. O calor produzido pelo arco funde o metal de base, a alma do eletrodo e o revestimento. Quando as gotas de metal fundido são transferidas através do arco para a poça de fusão, são protegidas da atmosfera pelos gases produzidos durante a decomposição do revestimento. A escória líquida flutua em direção à superfície da poça de fusão, onde protege o metal de solda da atmosfera durante a solidificação. Outras funções do revestimento são proporcionar estabilidade ao arco e controlar a forma do cordão de solda.