Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos

      Nenhum comentário em Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos

Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos

O objetivo do curso é  desenvolver um programa de Treinamento Técnico especializado em Atendimentos a Emergências com Produtos Químicos e Perigosos focando a Prevenção, o Atendimento Emergencial e o Pós Emergencial, atendendo aos modernos requisitos normativos, do Ministério dos Transportes, Exército e NFPA 472 e outros.

Curso Atendimento a Emergências com Produtos Químicos Peirgosos

Curso Atendimento a Emergências  Químicas com Produtos Perigosos

Conteúdo Programático:
Definição de Produtos Perigosos
Responsabilidade Civil e Criminal
Estatística de Acidentes
Legislação e Normatização do Transporte e
Movimentação de PP ( Nacional/Internacional)
Classificação e Sub-classificação dos Produtos Perigosos
Explosivos
Gases
Substâncias Oxidantes
Peróxidos Orgânicos
Substâncias Tóxicas
Substâncias Infectantes
Substâncias Radioativas
Substâncias Corrosivas
Substâncias Perigosas Diversas
Vias de Contaminação Química.
Efeitos da Exposição á Substâncias
Perigosas ao Organismo.
(Equipamentos de Proteção Respiratória).
Métodos de monitoramento.
Métodos de controle de derrames.
Controle de Cargas e Controle de Vapores.
Transferência de cargas.
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos
Aterramentos / Eletricidade Estática.
Kit de Contenção para Derramamento.
Fichas de Segurança e Emergência (MSDS).
Utilização das guias de Emergências.
Abordagem da Emergência.
Isolamento de Área (Zonas Quente, Morna.,e Fria).
Ações Preventivas, Emergenciais e Pós-emergenciais.
Atendimento a acidentes com Produtos Químicos
Como agir com a FISPQ
Como auxiliar e proceder com os órgãos competentes: Corpo de Bombeiros, CETESB e outros.

Carga Horária: Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos
Capacitação participantes sem experiência  – Carga horária  mínima = 40 horas/aula
Capacitação participantes com experiência – Carga horária  mínima = 16 a 08  horas/aula
Atualização (Reciclagem)   – Carga horária  mínima = 08 horas/aula

CERTIFICAÇÃO: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o  aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem): É recomendável anualmente ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Clique no vídeo e assista treinamento Atendimento a Emergência Química produtos Químicos Perigosos.

Saiba mais sobre Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos
Produtos Perigosos: São as substâncias com propriedades físico-químicas que podem causar danos à saúde e ao meio ambiente.
Objetivo:
As Normas de Segurança determinam os requisitos básicos para a proteção da vida e da propriedade nas dependências da instituição, onde são manuseados produtos químicos e equipamentos. Essas normas devem ser aplicadas a todas as pessoas inclusive àquelas que não estejam ligadas ao mesmo, mas que tenham acesso ou permanência autorizada às suas dependências. Considerando esses aspectos, este trabalho tem como objetivo orientar sobre a aquisição, o armazenamento e a utilização de produtos químicos dentro da universidade, e proporcionar informações aos funcionários sobre os produtos químicos utilizados no local de trabalho.
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos:

O Almoxarifado é o local destinado à recepção, guarda, controle, conservação, distribuição e fiscalização de materiais de uso em laboratório químico. Tal como um laboratório, o almoxarifado deve ser construído de acordo com especificações para edificações de ambientes de trabalho. O almoxarifado, bem como os produtos químicos nele contidos, deve possuir sinalização adequada para evitar riscos de acidentes. No caso dos produtos químicos, existe simbologia adequada para rotulagem e também procedimentos para o armazenamento dos mesmos. Este trabalho visa descrever as especificações e simbologias adequadas de construção e sinalização de almoxarifado, bem como rotulagem e procedimentos de armazenamento de produtos químicos de forma a evitar acidentes nessas instalações.
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos:
Características Técnicas de um Almoxarifado
Em todas as frases da construção do almoxarifado deve haver perfeito entrosamento entre o responsável, o engenheiro e o arquiteto. Deve ser sempre dada prioridade absoluta à segurança. As improvisações devem ser evitadas tanto quanto possível. Mesmo comprovando-se que 90% dos acidentes ocorridos em laboratórios são devidos ao comportamento do pessoal e somente 10% são provocados pelas instalações, uma construção mal organizada pode claramente induzir a um maior risco dentro do laboratório. Portanto a culpa sempre será do próprio laboratarista.  Mesmo com essa adversidade é importante o seu desempenho correto e consciencioso.
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos:

Localização:
Respeitar uma distância mínima de 10 metros entre edificações par  facilitar a movimentação de veículos e ventilação:
Distante de locais com potencial de inundação.
Isolado de locais onde se acondicionem ou consumam alimentos,
bebidas, medicamentos e de produtos que ofereçam risco de explosão e incêndio.
Distante de mananciais, obedecendo às posturas municipais  estabelecidas pelos poderes públicos. Exemplo: represas, rios, riachos, lagos etc.
Possibilitar acesso adequado ao serviço de salvamento e ao corpo de bombeiros em casos de incêndio, independente da entrada principal.
Monografia Higiene e Segurança Construção
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos:

A Norma Regulamentadora número 8, do Ministério do Trabalho e Emprego (NR-8, do MTE), dispõe sobre as especificações para edificações de ambientes de trabalho. No caso específico de laboratórios de ensino devem ser observados os itens abaixo.
Curso Atendimento a Emergências com Produtos Químicos Perigosos:

A) Edificação:O prédio deve ser construído em material incombustível (ex.: alvenaria, metal etc.).
Possuir um pé direito elevado (pelas normas com no mínimo 4 metros de altura), para otimizar a ventilação natural diluidora.
O teto deve atender às necessidades do laboratório quanto à passagem de tubulações, luminárias, grelhas, isolamento térmico e acústico, estática.
NR 8 – item 8.2 – “Os locais de trabalho devem ter a altura do piso ao teto, pé direito, de acordo com as posturas  municipais, atendidas as condições de conforto, segurança e  salubridade, estabelecidas na Portaria 3.214/78. (Redação dada pela Portaria nº 23, de 9-10-2001).”
Acesso ao prédio deve ocorrer por dois lados (no mínimo) ou mais, para o serviço de salvamento e corpo de bombeiros.
Deve possuir uma via de acesso adequado para carga e descarga dos veículos, com no mínimo 10 metros de largura, que servirá também como rota de fuga em casos de acidentes.
Deve possuir a largura mínima das aberturas de saída de 1,20 m.
Deve ser evitado o sentido de abertura das portas para o interior do prédio.
Telhado em boas condições: telhas de barro, amianto ou metálicas, que não tenha infiltração. A estrutura de sustentação deve ser adequadamente dimensionada para suportar as cargas a que estará sujeita.
Instalações elétricas com aterramento dentro de normas de segurança com fiação embutida. Quadros de distribuição, tomadas e interruptores, devem ficar no lado externo do armazém. Quando isto não for possível, as instalações devem ser à prova de explosão. Quanto à iluminação, pode ser convencional desde que esteja acima de 2 metros do piso e seja mantida a uma distância mínima de 1 metro dos produtos.
Curso Atendimento a Emergências Químicas Produtos Perigosos
Sistema de alarme contra incêndios.
Monografia Higiene e Segurança
Escritórios, banheiros, cozinha e sala de café devem ser construídos fora do depósito ou isolado deste.
Deve possuir vestiários com chuveiros e armários para os operadores.
Fonte (Normas de Armazenamento de Produtos Químicos  Univ. Estadual Paulista -Araraquara)