Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18

      Comentários desativados em Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18

Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18

Conteúdo Programático:
Definição; Tipos de Andaimes;
A importância do Manual de Instrução de cada equipamento;
Materiais Utilizados na Montagem e Desmontagem dos Andaime;
Elementos e acessórios dos andaimes;
Plataforma de trabalho; Medidas Preventivas;
Segurança, Cuidados e Procedimentos de Montagem  e desmontagem dos Andaime;
Acesso aos pontos de ancoragem para andaime
Peso Máximo permitido;
EPI’s utilizados na Montagem e Desmontagem  de Andaime;
Fases da Atividade; Análise de Riscos;
Checklist– Inspeção diária do andaime – Tabela de observação diária;
Prevenção de Acidentes e  Primeiros Socorros;
Referências Normativas: Normas Regulamentadoras NR 18, NR 12, NR 18, NR 06.

ontagem e Desmontagem de Andaimes Tubulares

ontagem e Desmontagem de Andaimes Tubulares

MELHORIA CONTÍNUA: Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem.
Ao final do curso, com o objetivo de buscar melhorias, e a pedido da contratada, a Contratante poderá entregar uma avaliação do treinamento com sugestões técnicas do instrutor, dividida em duas partes distintas, a saber:
Parte I – Indicadores de aspectos individuais de cada participante do evento:
-Assiduidade e Pontualidade  – Participação e Desempenho.
Parte II – Sugestões do instrutor e medidas complementares para a continuidade do desenvolvimento profissional dos participantes e aprimoramento da sua área:
-Treinamentos complementares;
-Práticas a serem adotadas no trabalho;
-Recomendações ao superior imediato do treinando.

Nome técnico do curso/treinamento: NR 18 Segurança na Montagem, Operação e Desmontagem de Andaime Tubular

Carga Horária:  Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem
Capacitação:  Carga horária mínima = 16 horas/aula
Atualização (Reciclagem):  Carga horária  mínima = 08 horas/aula

CERTIFICAÇÃO: Será expedido o Certificado para cada participante que atingir o aproveitamento mínimo de 70% (teórico e prático) conforme preconiza as Normas Regulamentadoras.

Atualização (Reciclagem): É recomendável  periodicidade anual ou se ocorrer evento que indique a necessidade de atualização.

Critérios para nossos Certificados da Capacitação: Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem
Nossos certificados são numerados e emitidos de acordo com as Normas Regulamentadoras  e dispositivos aplicáveis:

  1. Emissão da A.R.T. (Anotação de Responsabilidade Técnica)
  2. Nome completo do funcionário e documento de identidade,
  3. Conteúdo programático,
  4. Carga horária,
  5. Cidade, local e data de realização do treinamento,
  6. Nome, identificação, assinatura e qualificação do(s) instrutor(es),
  7. Nome, identificação e assinatura do responsável técnico pela capacitação,
  8. Nome e qualificação do nosso Profissional Habilitado
  9. Especificação do tipo de trabalho e relação dos tipos de espaços confinados
  10. Espaço para assinatura do treinando,
  11. Informação no Certificado que os participantes receberam DVD contendo material didático (Apostila, Vídeos, Normas etc.) apresentado no treinamento.

Saiba mais sobre o Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18:
NR 18 – CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
18.15 Andaimes e Plataformas de Trabalho
(Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001)
18.15.1 O dimensionamento dos andaimes, sua estrutura de sustentação e fixação, deve ser realizado por profissional legalmente habilitado.
18.15.1.1 Os projetos de andaimes do tipo fachadeiro, suspensos e em balanço devem ser acompanhados pela respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
18.15.2 Os andaimes devem ser dimensionados e construídos de modo a suportar, com segurança, as cargas de trabalho a que estarão sujeitos.
18.15.2.1 Somente empresas regularmente inscritas no CREA, com profissional legalmente habilitado pertencente ao seu quadro de empregados ou societário, podem fabricar andaimes completos ou quaisquer componentes estruturais. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
18.15.2.2 Devem ser gravados nos painéis, tubos, pisos e contraventamentos dos andaimes, de forma aparente e indelével, a identificação do fabricante, referência do tipo, lote e ano de fabricação. (Revogado pela Portaria MTPS n.º 208, de 08 de dezembro de 2015)
Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18:

18.15.2.3 É vedada a utilização de andaimes sem as gravações previstas no item 18.15.2.2.
(Revogado pela Portaria MTPS n.º 208, de 08 de dezembro de 2015)
18.15.2.4 As montagens de andaimes dos tipos fachadeiros, suspensos e em balanço devem ser precedidas de projeto elaborado por profissional legalmente habilitado. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011).
Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18:

18.15.2.5 Os fabricantes dos andaimes devem ser identificados e fornecer instruções técnicas por meio de manuais que contenham, dentre outras informações:
(Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
a) especificação de materiais, dimensões e posições de ancoragens e estroncamentos; e
b) detalhes dos procedimentos seqüenciais para as operações de montagem e desmontagem.
18.15.2.6 As superfícies de trabalho dos andaimes devem possuir travamento que não permita seu deslocamento ou desencaixe. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
18.15.2.7 Nas atividades de montagem e desmontagem de andaimes, deve-se observar que:
(Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
a) todos os trabalhadores sejam qualificados e recebam treinamento específico para o tipo de andaime em operação;
b) é obrigatório o uso de cinto de segurança tipo paraquedista e com duplo talabarte que possua ganchos de abertura mínima de cinquenta milímetros e dupla trava;
c) as ferramentas utilizadas devem ser exclusivamente manuais e com amarração que impeça sua queda acidental; e
d) os trabalhadores devem portar crachá de identificação e qualificação, do qual conste a data de seu último exame médico ocupacional e treinamento.
18.15.2.8 Os montantes dos andaimes metálicos devem possuir travamento contra o desencaixe acidental. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
18.15.3 O piso de trabalho dos andaimes deve ter forração completa, ser antiderrapante, nivelado e fixado ou travado de modo seguro e resistente. (Alterado pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011).
Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18:

18.15.3.1 O piso de trabalho dos andaimes pode ser totalmente metálico ou misto, com estrutura metálica e forração do piso em material sintético ou em madeira, ou totalmente de madeira. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011).
18.15.3.2 Os pisos dos andaimes devem ser dimensionados por profissional legalmente habilitado. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
18.15.4 No PCMAT devem ser inseridas as precauções que devem ser tomadas na montagem, desmontagem e movimentação de andaimes próximos às redes elétricas. (Alterado pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011).
18.15.5 A madeira para confecção de andaimes deve ser de boa qualidade, seca, sem apresentar nós e rachaduras que comprometam a sua resistência, sendo proibido o uso de pintura que encubra imperfeições.
18.15.5.1 É proibida a utilização de aparas de madeira na confecção de andaimes.
18.15.6 Os andaimes devem dispor de sistema guarda-corpo e rodapé, inclusive nas cabeceiras, em todo o perímetro, conforme subitem 18.13.5, com exceção do lado da face de trabalho.
18.15.7 É proibido retirar qualquer dispositivo de segurança dos andaimes ou anular sua ação.
18.15.8 É proibida, sobre o piso de trabalho de andaimes, a utilização de escadas e outros meios para se atingirem lugares mais altos.
18.15.9 O acesso aos andaimes deve ser feito de maneira segura.
Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18:

18.15.9.1 O acesso aos andaimes tubulares deve ser feito de maneira segura por escada incorporada à sua estrutura, que pode ser:
(Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011)
a) escada metálica, incorporada ou acoplada aos painéis com dimensões de quarenta centímetros de largura mínima e a distância entre os degraus uniforme e compreendida entre vinte e cinco e trinta e cinco centímetros;
b) escada do tipo marinheiro, montada externamente à estrutura do andaime conforme os itens 18.12.5.10 e 18.12.5.10.1; ou
c) escada para uso coletivo, montada interna ou externamente ao andaime, com largura mínima de oitenta centímetros, corrimãos e degraus antiderrapantes.
18.15.9.1.1 O acesso pode ser ainda por meio de portão ou outro sistema de proteção com abertura para o interior do andaime e com dispositivo contra abertura acidental. (Inserido pela Portaria SIT n.º 201, de 21 de janeiro de 2011).
Fonte: (Norma Regulamentadora M.T.E. NR 18)
Curso Andaime Tubular Montagem e Desmontagem NR 18: Consulte-nos.