Assessoria em Processos de Padronização para Impressões

      Comentários desativados em Assessoria em Processos de Padronização para Impressões

Assessoria em Processos de Padronização para Impressões

Assessoria e Consultoria em processos de padronização de impressões (banners, faixas, cartazes, entre outros), no que se refere a acompanhamento do projeto em sua forma inicial até sua finalização, observando tipos tintas, lonas, papeis, tecidos, substancias poluentes e alergênicas entre outros respeitando as Normas Nacionais e Internacionais vigentes.

Consultoria  em Processos de Padronização para Impressões

Assessoria e Consultoria em Processos de Padronização para Impressões

ISO 12647-7 (Provas contratuais)
ISO 12647-8 (Provas de verificação)
ISO CD 15311 (Criação)
Isso se aplica aos processos offset, rotogravura, flexografia e serigrafia.
Para simular essas condições acordadas, caracterizadas por meio de um conjunto de dados de caracterização (dataset).
Avaliação objetiva da qualidade de imagem
A nova norma, ISO 15311, ainda em fase de elaboração e, consequentemente, longe de sua publicação, tem objetivos bem am­bi­cio­sos, especialmente no quesito de análise de qualidade de imagem. Existem muitos métodos de medição desenvolvidos para descrever os atributos de qualidade de uma imagem impressa, porém poucos têm uma correlação direta com a percepção humana. A norma vai lançar mão de me­to­do­lo­gias que independem da tecnologia de impressão (chamada na norma de marcação), permitindo a ava­lia­ção da qualidade da reprodução em qualquer tipo de processo. Essa é uma área de intensa pesquisa e a Fogra, onde o editor da norma trabalha, é um dos centros mais ativos nesses desenvolvimentos.
Entre os padrões de qualidade de impressão já existentes, o escolhido por essa norma é a ISO 13660, de qualidade de imagens digitais. Nessa norma há 14 atributos analisados. Os requisitos da norma ISO 13660 fornecem as ferramentas para resolver muitos problemas de qualidade de imagem e dão suporte para a ISO 15311 poder atribuir quesitos e os resultados esperados de forma objetiva, independentemente do processo e materiais envolvidos.
Avaliação de qualidade de imagem para a qualidade de impressão digital
Para atribuir padrões de qualidade, a nova norma faz uma di­fe­ren­cia­ção entre dois conjuntos de critérios:
1) Atributos de qualidade de impressão: cor e acabamento superficial, homogeneidade, resolução e artefatos
2) Requisitos de permanência: estabilidade de luz em in­te­rio­res, estabilidade ao ar livre, estabilidade térmica e especificação da vida útil do impresso
Esses critérios também podem ser usados numa relação B2B para medir a qualidade de impressão, por exemplo, para a análise comparativa do sistema ou especificações técnicas, em acordos comerciais.
Créditos:  Perito Walter Fonseca.
Assessoria em Processos de Padronização para Impressões; Consulte-nos.